Semana Nacional da Pessoa com Deficiência é comemorada na Apae de Ivaiporã

Alunos se divertem com atividades recreativas e jogos. Por: Divulgação

Alunos se divertem com atividades recreativas e jogos

Fonte: Divulgação

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, promovida pela Federação Nacional das Apaes, de 21 a 28 de agosto, foi comemorada pela Escola de Educação Especial – Apae de Ivaiporã – com diversas atividades para os 250 alunos da instituição de ensino.

Com o tema Família e pessoa com deficiência: protagonistas na implementação de políticas públicas, a programação na Apae de Ivaiporã iniciou no dia 14 de agosto, com a Família na Escola, que teve orientações sobre as políticas públicas direcionadas às famílias e alunos. Nos dias 16 e 17, aconteceu a exposição dos trabalhos de artesanato e da marcenaria feitos na Apae para a comunidade em geral, na inauguração da Praça Japão. No dia 19, ocorreu o Dia da Beleza, em parceria com salões e cabeleireiros do município. No dia 20, aconteceram atividades recreativas e esportivas na AABB de Ivaiporã, em conjunto com a Apae de Lidianópolis. No dia 21, houve sessão de cinema no Sesc e no Cine Ivaiporã. No dia 22, foi a vez dos alunos se divertirem com atividades recreativas e esportivas realizadas em Furnas, enquanto no dia 23, houve recreação na escola com gincanas, músicas, karaokê, ping pong e roda de conversa em conjunto com alunos da Apae de Ariranha do Ivaí. Para encerrar, os alunos participam na quarta-feira, 28 de agosto, do 6º Festival Paralímpico de Atletismo do Vale do Ivaí, promovido pelo curso de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Conforme a diretora da Apae de Ivaiporã, Vera Beltrão, as atividades são realizadas anualmente pela escola, com o apoio do Clube de Mães e Voluntárias. Além disso, foram distribuídos panfletos abordando a necessidade de prevenir algumas deficiências. “O objetivo da semana é promover atividades diferenciadas para os alunos, proporcionando uma programação que muitos deles só têm oportunidade de realizar no período em que estão na escola e intensificar o trabalho de integração entre famílias, alunos e comunidade”, explicou Vera Beltrão.

Para que essa oportunidade de socialização aconteça, a diretora ressaltou o apoio da comunidade e do poder público na realização das atividades, por meio de doações. “Sem esse apoio, as atividades não aconteceriam”, finalizou a diretora.

Comentários