Estado confirma recursos para obras do Hospital de Ivaiporã

Dos R$ 17,4 milhões previstos para este ano, R$ 13,9 milhões já foram repassados e mais de R$ 3,4 milhões serão liberados. Por: Divulgação

Dos R$ 17,4 milhões previstos para este ano, R$ 13,9 milhões já foram repassados e mais de R$ 3,4 milhões serão liberados

Fonte: Divulgação

O Governo o Estado vai repassar mais recursos para a continuidade das obras de construção do Hospital Regional de Ivaiporã, no Vale do Ivaí. A Declaração de Adequação Orçamentária de Despesa e Regularidade, que garante que há recursos para este fim, foi assinada pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Do total previsto de R$ 17,4 milhões para este ano, a secretaria já repassou R$ 13,9 milhões em março e, agora, por meio deste documento, declara que o valor complementar de R$ 3,4 milhões está garantido e que será liberado conforme o andamento da obra.

A verba destinada ao Hospital Regional de Ivaiporã, que será referência no atendimento de saúde da região, está identificada no Plano Plurianual de 2019, conforme disposições das leis orçamentárias e regras administrativas federais e estaduais.

“Recentemente vistoriamos a obras do hospital em Ivaiporã, com prefeitos e lideranças regionais, quando anunciamos que a obra não iria parar por falta de recursos”, disse o secretário. “A Declaração Orçamentária assinada neste mês vem confirmar, mais uma vez, o compromisso do Governo e da secretaria estadual da Saúde com os 250 mil paranaenses que moram no Vale do Ivaí e na região Central do Estado”, afirmou.

Estrutura

A unidade hospitalar terá 126 leitos, oito deles reservados para Unidade de Terapia Intensiva, além de três centros cirúrgicos, enfermarias e consultórios médicos. O perfil assistencial será voltado para urgência e emergência, psiquiatria, clínica geral e cirurgias eletivas. A estrutura atenderá os municípios da 22ª Regional de Saúde de Ivaiporã. A previsão de entrega é no final deste ano.

“A proposta desta gestão é promover a regionalização dos serviços de saúde. Queremos que as pessoas sejam atendidas perto de casa, evitando longas viagens em busca de serviços especializados ou cirurgias”, destacou Beto Preto.

Comentários