Número de participantes na Prova Paraná cresce 61,2%

Prova Paraná é realizada em todo o Estado

Prova Paraná é realizada em todo o Estado

A participação de estudantes na segunda edição do Prova Paraná – avaliação diagnóstica ofertada pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte – aumentou 61,2%. Enquanto na primeira edição 98 mil alunos da rede municipal e 434 mil da rede estadual participaram, na segunda avaliação esse número passou para 108 mil alunos da municipal e 750 mil da estadual.

Nas escolas municipais, que recebem a Prova Paraná da secretaria estadual, a adesão chegou a 92% e nas instituições de ensino da rede estadual a participação foi de 88%. Os números do balanço divulgado pela pasta referem-se ao comparativo do primeiro com o segundo semestres.

“O importante nessa segunda edição foi o aumento da adesão e da participação dos estudantes. As escolas estaduais e municipais fizeram uma mobilização incrível. Aderiram 398 municípios, que já instituíram a Prova Paraná como uma rotina de avaliação e acompanhamento da aprendizagem. A Educação só tem a ganhar”, avalia o superintendente da secretaria estadual, Raph Gomes Alves.

Os resultados da Prova Paraná possibilitam às escolas um diagnóstico sobre quais são os conteúdos que os alunos estão aprendendo mais ou aprendendo menos e quais são as dificuldades de aprendizado. Todos esses dados são verificados por ano e por escola, de modo que as equipes gestoras tenham em mãos relatórios detalhados sobre o desempenho de seus alunos.

Na segunda edição, entre os conteúdos de Língua Portuguesa com maior desempenho, conforme a série, estão: identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados (94% de acertos no 8º ano do Ensino Fundamental e 92% de acertos no 7º ano do Ensino Fundamental); interpretar texto com auxílio de material gráfico diverso (89% dos acertos no 5º ano do Ensino Fundamental) e estabelecer relações lógico-discursivas presentes no texto (com 88% de acertos no 1º ano do Ensino Médio).

Em Matemática, os conteúdos com maior número de acertos foram: reconhecer figuras tridimensionais (95% de acertos no 5º ano do Ensino Fundamental e 94% de acertos no 6º ano do Ensino Fundamental); identificar propriedades de triângulos pela comparação de medidas de lados e ângulos (81% de acertos no 1º ano do Ensino Médio) e reconhecer números reais representados em diferentes contextos (também 81% de acertos no 7º ano do Ensino Fundamental).

Entre os conhecimentos de Língua Portuguesa com menor desempenho, por ano, foram: identificar o conflito gerador do enredo e os elementos que constroem a narrativa (25% de acertos no 8º ano do Ensino Fundamental); inferir uma informação implícita em um texto (26% de acertos 7º do Ensino Fundamental) e estabelecer relações entre partes de um texto, identificando repetições ou substituições que contribuem para a continuidade de um texto (29% de acertos no 6º ano do Ensino Fundamental).

Os conhecimentos de Matemática com menor desempenho, por ano, estão: resolver problema envolvendo a área total e/ou volume de um sólido, como prisma, pirâmide, cilindro, cone, esfera (8% de acertos na 3ª e 4ª séries do Ensino Médio); identificar diferentes representações de um mesmo número racional (9% de acertos no 6º ano do Ensino Fundamental) e resolver problemas envolvendo o Teorema de Tales (12% de acertos no 1º ano do Ensino Médio).

Comentários