Marcos Sobreira assume chefia regional da Secretaria de Justiça e Família em Ivaiporã

Marcos Sobreira é nomeado chefe do escritório regional da Sejuf. Por: Aldinei Andreis

Marcos Sobreira é nomeado chefe do escritório regional da Sejuf

Fonte: Aldinei Andreis

Após 7 meses de espera, finalmente foi definido o novo chefe do escritório regional da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) de Ivaiporã. O ex-prefeito de Lidianópolis, Marcos Eusébio Dias Sobreira, que por dois anos e meio foi chefe do escritório regional da então Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, contando com o aval do deputado estadual Artagão Júnior, teve sua nomeação confirmada no Diário Oficial do dia 29 de julho.

O governo Ratinho Júnior realizou a junção das pastas da Família e da Justiça e a estrutura ganhou uma nova nomenclatura. Marcos Sobreira explica que, até o ano passado, a Secretaria da Justiça era responsável pelo atendimento de 16 municípios e das Agências do Trabalhador de Ivaiporã, São João do Ivaí, São Pedro do Ivaí e Faxinal, além de cuidar da documentação para a construção do Cense em Ivaiporã e também do Procon, que estava sob essa jurisdição. Com a nova estrutura, a pasta também fica responsável por programas e ações que eram realizadas pela Secretaria da Família e o trabalho junto aos departamentos de assistência social, Cras, Creas, conselhos tutelares, conselhos da criança e adolescente, além da equipe técnica que já havia na antiga estrutura, e da área de jurisdição ser maior, com 19 municípios.

“Pela minha experiência de dois mandatos como prefeito e por já ter exercido a função de chefe da Secretaria da Justiça anteriormente, vou procurar fazer o elo entre os municípios e as políticas públicas do Governo do estado e Governo federal e a nossa intenção é fazer o melhor possível para o atendimento dos 19 municípios da jurisdição da Secretaria da Justiça”, comenta o novo chefe regional.

Ele lembra que quando foi prefeito teve início todo o processo de reestruturação da política da assistência social, implantação do Cras, Creas e de todas as políticas que vieram a partir disso, como por exemplo, o programa Família Paranaense. “Estou agora aguardando um chamamento de Curitiba para participar de uma capacitação como toda a equipe técnica e, com isso, fazer o melhor trabalho possível para a nossa região”, cita Marcos Sobreira.

Ele comenta que o cargo foi viabilizado por indicação política do deputado Artagão Júnior em conjunto com a Casa Civil, que entendeu que o mando da Secretaria da Justiça permanecesse com o parlamentar.

Comentários