Região central tem saldo positivo na geração de empregos

Imagem da notícia.

Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pela Secretaria Nacional do Trabalho, vinculado ao Ministério da Economia, a região central fechou o primeiro semestre de 2019 com saldo positivo na geração de empregos. Nos 32 municípios da região foram abertos 528 novos postos de trabalho, com destaque especial para Pitanga, Turvo, Califórnia e Ivaiporã, que lideram o ranking até o mês de junho de 2019.

Apesar de o número ainda ficar aquém da necessidade de geração de postos de trabalho, ele é expressivo em comparação com o primeiro semestre de 2018, quando o saldo foi negativo, ou seja, a diferença entre as admissões e demissões demonstrou o fechamento de 258 postos de trabalho.

O melhor resultado em números absolutos foi registrado em Pitanga, onde foram gerados 96 novos postos de trabalho. Os melhores resultados em Pitanga foram registrados na construção civil e na indústria de transformação. Já o setor de agropecuária registrou mais demissões do que contratações no período.

Na sequência, os municípios com melhor geração de empregos foram Turvo (73), Califórnia (67) e Ivaiporã (61). Em Ivaiporã, o setor de serviços e a construção civil foram os responsáveis pela melhoria na geração de empregos. Já o comércio foi o setor onde mais ocorreram demissões.

Já na parte de baixo do ranking, alguns municípios tiveram postos de trabalho fechados no primeiro semestre desse ano, são os casos de Reserva (-97), Faxinal (-45) e Grandes Rios (-13).

Quando comparados com o mesmo período do ano passado, a recuperação do emprego é melhor. Em 2018, por exemplo, no primeiro semestre, 15 municípios tiveram saldo negativo, nesse ano, apenas 9 não conseguiram um saldo positivo. Ivaiporã e Pitanga, por exemplo, fecharam, no ano passado, respectivamente, 52 e 32 empregos.

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, comenta que esse resultado é importantíssimo, pois o momento de crise econômica e estagnação da economia que o Brasil passa é complicado e manter o que tem é algo importante. “Temos, hoje, em todo o Brasil, mais de 12 milhões de desempregados e estamos conseguindo manter os empregos e ainda ficar positivo, o mais importante é que assim que a economia voltar a crescer, Ivaiporã estará pronta para se desenvolver; estamos felizes com esse resultado”, disse o prefeito Miguel Amaral.

O prefeito de Pitanga, Maicol Barbosa, frisa que, após os dados do primeiro semestre de 2018, a prefeitura começou um trabalho mais intenso junto ao comércio, procurando aproximar a Agência do Trabalhador dos empregadores e também mostrando a importância da formalização do emprego. “Vimos que as empresas estavam contratando e o resultado não estava aparecendo e, com essa intensificação, o resultado foi alcançado e, hoje, estamos contentes com esse trabalho, mostrando que a cidade e o país voltam a crescer”, disse Maicol Barbosa.

Comentários