Programa Presente na Escola é apresentado a diretores e secretários de educação

Diretores e secretários municipais prestigiam evento

Diretores e secretários municipais prestigiam evento

O chefe do Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã, Valber Clarimundo, apresentou, na semana passada, o programa Presente na Escola. A ação que está sendo lançada pela Secretaria de Estado da Educação e Esporte (Seed) visa reduzir a evasão escolar e as faltas dos alunos, com um acompanhamento diário dos estudantes que mais deixam de comparecer às aulas. O evento de apresentação do programa foi realizado no auditório da Fatec e, além da direção das 54 escolas estaduais jurisdicionadas ao NRE de Ivaiporã, compareceram secretários municipais e representantes das escolas de educação especial.

O chefe do NRE de Ivaiporã explicou que o programa Presente na Escola vai emitir um relatório diário sobre a frequência escolar e isso será gerado através da chamada realizada pelo professor em sala de aula. Mais de 70% das escolas do NRE de Ivaiporã já contam com o RCO (Registro de Classe Online), o que muda a partir de agora e que assim que o professor alimentar o sistema, um relatório será emitido diariamente para a escola, com os alunos que mais faltam. Com esses dados em mãos, a equipe diretiva terá condições de entrar em contato os pais e responsáveis e saber o motivo pelo qual aquele aluno está faltando e, com isso, reduzir a evasão escolar.

Valber Clarimundo fala sobre programa Presente na Escola

Valber Clarimundo fala sobre programa Presente na Escola

Valber Clarimundo frisa que, até então, a identificação desses alunos acontecia apenas no conselho de classe, que ocorria a cada 2 meses e, com isso, o processo será mais rápido. Além disso, o Núcleo Regional de Educação também vai receber um relatório e vai acompanhar não só a situação das escolas, como também verificar se o professor está realizando a chamada ou não.

Além disso, a partir de agora, os professores contam com uma ferramenta, que é um aplicativo offline, que armazena os dados por até 48 horas e, assim que o professor se conecta à internet, esses dados vão para o sistema do RCO. “O nosso objetivo, com essas ações, é que o aluno esteja em sala de aula e possa aproveitar melhor os conteúdos”, comenta o chefe do NRE de Ivaiporã.

Comentários