Prefeitura de Ivaiporã executa grande obra de galerias de águas pluviais no Jardim Luiz XV

Miguel Amaral, Bruno Montoro e Alaercio Bufalo visitam obra

Miguel Amaral, Bruno Montoro e Alaercio Bufalo visitam obra

A Prefeitura de Ivaiporã executa grande obra de galerias de águas pluviais no Jardim Luiz XV, onde os moradores das Ruas Joaquim Nabuco e General Osório aguardam, há 50 anos, pavimentação com pedras irregulares.

Na segunda-feira, dia 10 de junho, o prefeito Miguel Amaral e os diretores dos Departamentos Municipais de Obra e Meio Ambiente, Bruno Montoro e Alaercio Bufalo – respectivamente, estivem no Jardim Luiz XV e conferiram o andamento dos serviços.

Bruno Montoro explicou que foram executados 150 metros de galerias de águas pluviais na Rua Joaquim Nabuco e na Rua General Osório serão executados 350 metros – totalizando 500 metros de galerias de águas pluviais apenas no Jardim Luiz XV.

O prefeito Miguel Amaral agradeceu ao governador Carlos Massa Ratinho Júnior e à equipe do Instituto das Águas pela liberação dos tubos e, especialmente, pelo apoio dado ao município de Ivaiporã.

“A parceria entre Governo do Estado e o município de Ivaiporã é muito importante – especialmente na realização de obras que beneficiam a população. No caso do Jardim Luiz XV, era necessário executar obra de galerias de águas pluviais e, em seguida, assentar pedras irregulares para evitar que as casas que ficam no final das Ruas Joaquim Nabuco e General Osório sejam inundadas”, esclareceu Miguel Amaral.

O prefeito explicou que a administração municipal prioriza as vias com maior necessidade de infraestrutura. “Por isso, a obra de pavimentação com pedras irregulares demanda tempo, porque depende da conclusão de galerias de águas pluviais”, acrescentou Miguel Amaral.

Adalto Cândido, que vive no Jardim Luiz XV, afirmou que a obra irá proporcionar mais qualidade de vida e segurança aos moradores. “Faz anos que aguardamos a execução desta obra, porque irá eliminar o barro e impedir que a água da chuva invada as residências”, comentou Adalto Cândido.

Comentários