Feira de produtos orgânicos é realizada em Ivaiporã

Nilza de Oliveira e o marido são os únicos produtores orgânicos certificados. Por: Antonello Nadal

Nilza de Oliveira e o marido são os únicos produtores orgânicos certificados

Fonte: Antonello Nadal

Como parte da Campanha Nacional do Alimento Orgânico, promovida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Instituto Federal do Paraná (IFPR), campus Ivaiporã, realizou na sexta-feira, 31 de maio, no Centro Cultural da Melhor Idade, a Feira de Produtos Orgânicos, Agroecológicos e Coloniais.

A iniciativa reuniu produtores orgânicos e agricultores familiares da região e foi aberta ao público, que encontrou uma variedade de produtos orgânicos, coloniais e de base ecológica, como hortaliças, pães, bolos, café e iogurte, que são artesanais.

De acordo com a professora dos cursos de Agroecologia, Agronomia e Tecnólogo em Agroecologia, Vanessa Stegani, a feira faz parte do projeto Cestas Orgânicas, Agroecológicas e Coloniais e fomenta a economia do agricultor familiar. Ela conta que o campus de Ivaiporã foi o único do Paraná a se inscrever no projeto. “É importante o consumo desses alimentos para a saúde, porque eles são saudáveis e não contém resíduos de produtos químicos e agrotóxicos. Temos que criar esse hábito alimentar pensando na sustentabilidade e no meio ambiente”, comentou a professora.

A produtora orgânica Nilza Maria de Oliveira, que é de Jardim Alegre, é a única que já tem o certificado de produtos 100% orgânicos. Entre as variedades oferecidas na feira estão alface, couve, almeirão, chicória, espinafre, feijão, mandioca, cheiro verde. Ela ressaltou que a feira é uma oportunidade de mostrar os benefícios do alimento orgânico. “Faz muito bem para a saúde”, destacou.

Por sua vez, o agricultor familiar de Jardim Alegre, Eriton Rosa Pacheco, está em processo de conversão na produção de tomate. “É importante para o agricultor conseguir esse reconhecimento, porque podemos oferecer produtos sem agrotóxico e isso contribui para as próximas gerações”, afirmou.

Marilza da Silva, que é de Ivaiporã, ofereceu uma diversidade em produtos coloniais como cuca, pães, bolachas, fatias húngaras e geleia de morango. “A feira é positiva porque mais pessoas conhecem nossos produtos”, disse.

Barraca do agricultor familiar Eriton Pacheco é uma das mais procuradas

Barraca do agricultor familiar Eriton Pacheco é uma das mais procuradas

Comentários