Santuário de Santa Rita movimenta economia de Lunardelli

Missas estão sempre lotadas durante mês de maio

Missas estão sempre lotadas durante mês de maio

O mês de maio é o de maior movimentação no Santuário de Santa Rita de Cássia, na cidade de Lunardelli. O dia 22 de maio, feriado municipal, dia da padroeira, é sempre aguardado com ansiedade pela comunidade e também por municípios vizinhos. Nesse ano, com o feriado caiu no meio da semana, a movimentação de romeiros de outras cidades do Paraná se concentrou nos domingos, dias 19 e 26 de maio, quando mais de 200 romarias passaram pela cidade.

João Carlos viajou mais de 130 quilômetros para agradecer à padroeira de Lunardelli

João Carlos viajou mais de 130 quilômetros para agradecer à padroeira de Lunardelli

Mesmo assim, na quarta-feira, dia 22, a procissão luminosa, realizada no período noturno, reuniu cerca de 3 mil pessoas em Lunardelli. Já as missas da manhã foram prestigiadas por moradores de Lunardelli e região e também por turistas de outras cidades do Paraná.

Tatiane Cristina é assistente social em Tuneiras do Oeste, distante 161 quilômetros de Lunardelli, e veio com outros três amigos prestigiar o dia da padroeira no município. Ela comenta que é a segunda vez que vem ao Santuário, mas desde criança não ia até o local. Desta vez ela, que já morou na cidade de Corumbataí do Sul, resolveu ir à igreja para agradecer a aprovação em um concurso público e rezar para que em breve ela possa ser contratada. “Fomos muito bem acolhidos aqui e quero voltar com mais frequência, pois nos sentimos muito bem”, disse.

Tatiane Cristina é assistente social em Tuneiras do Oeste

Tatiane Cristina é assistente social em Tuneiras do Oeste

João Carlos viajou 123 quilômetros, desde Santa Maria do Oeste até Lunardelli, para participar das celebrações da padroeira. Ele destaca que a acolhida é sempre muito boa em Lunardelli e que procura sempre vir no dia 22 de maio para agradecer as graças alcançadas.

Economia

Além da visitação à igreja, a presença dos turistas em Lunardelli também movimenta a economia da cidade. Letícia da Silva Cruz, que é funcionária pública, aproveita os domingos e os feriados, quando aumenta o movimento no santuário, para garantir uma renda extra para a família. Além de vender peças de artistas locais e também lembranças do santuário, ela produz guardanapos com motivos de Santa Rita de Cássia e revende em uma barraca montada na feira, ao lado da igreja. No total, 30 feirantes comercializam seus produtos e conseguem uma renda extra, que movimenta e sustenta a economia da cidade. “Hoje, a cidade depende muito desse movimento dos romeiros, pois quase não existe emprego”, frisa Letícia.

Já as feirantes Maria Camargo e Andreia Quitério são da cidade de São Pedro do Ivaí e vêm para Lunardelli todos os domingos e feriados, há cerca de três anos. Para elas, essa é uma boa oportunidade de gerar renda. Maria Camargo ressalta que, neste ano, o movimento foi menor que o esperado, já reflexo também da crise que assola o Brasil.

Andreia Quitério e Maria Camargo são de São Pedro do Ivaí

Andreia Quitério e Maria Camargo são de São Pedro do Ivaí

O secretário municipal de turismo de Lunardelli, Francisco Izidoro, ressalta que o turismo é a segunda principal fonte de renda do município e que possibilita benefícios econômicos para todo o comércio, incluindo o setor de alimentação. Ele calcula que o impacto na economia da cidade é de aproximadamente R$ 6 milhões e quase 40% desse valor entra no município durante o mês de maio e isso impacta, diretamente, na geração de renda das famílias que trabalham com artesanato. “Atualmente, Lunardelli é uma referência no Paraná no turismo religioso e, nos últimos dois domingos, tivemos mais cerca de 220 romarias registradas que chegaram a Lunardelli e com a igreja sempre cheia”, ressalta.

Ele lembra que a programação festiva será encerrada no dia 9 de junho, com o leilão de gado geral, doado pelos pecuaristas da região.

Letícia Cruz mostra guardanapos confeccionados pelas artesãs

Letícia Cruz mostra guardanapos confeccionados pelas artesãs

Comentários