Suspeitos de abuso sexual são presos em Faxinal

Casal é preso suspeito de abuso contra várias adolescentes. Por: Divulgação

Casal é preso suspeito de abuso contra várias adolescentes

Fonte: Divulgação

Um casal de Faxinal foi preso no domingo, 19 de maio, por suspeita de exploração sexual contra adolescentes que trabalhavam em um hotel de propriedade dos suspeitos.

Segundo a Polícia Civil, as vítimas eram atraídas com a promessa de emprego. Uma garota de apenas 12 anos teria sido estuprada por um dos suspeitos, um homem de 49 anos.

O delegado Ricardo Mendes informou que o caso começou a ser investigado na sexta-feira, dia 17, quando uma adolescente de 15 anos, que trabalhava no hotel como camareira e babá, procurou o Conselho Tutelar do município para informar sobre o comportamento dos suspeitos, que sugeriram que a menina mantivesse relações sexuais com os dois. Diante da negativa, a menor foi obrigada a presenciar o casal mantendo relações sexuais. “Eles tocaram no corpo da menina sem o consentimento dela. Ela conseguiu pegar a chave do quarto, que havia caído no chão, abriu a porta, e saiu em busca de ajuda”, explicou o delegado.

O homem e a companheira são suspeitos de terem explorado sexualmente mais de uma dezena de adolescentes, que eram atraídas com promessa de emprego, dinheiro, viagens, celulares e roupas. Ao todo, 17 meninas já foram ouvidas e confirmaram os abusos. “Ela disse que o casal sempre vinha com a proposta de oferecer emprego ou presentes, mas era uma fachada na tentativa de explorar essas meninas”, relatou o delegado.

As investigações apontaram que o casal já praticava o crime há pelo menos quatro anos, desde que se mudou para o município.

Conforme o delegado, as vítimas não denunciaram antes, pois eram ameaçadas pelo casal que deve responder por estupro de vulnerável e exploração sexual. “Eles ofereciam dinheiro, presentes ou ameaçavam as meninas de agressão caso elas denunciassem. Ainda bem que essa adolescente teve a coragem de denunciar”, afirmou.

No hotel, computadores, celulares e CDs foram apreendidos. O material irá passar por uma perícia e, depois disso, o delegado vai interrogar o casal, que no momento da prisão negou participação nos abusos sexuais relatados pelas adolescentes.

Comentários