Arapuã reúne alunos e promove conscientização sobre dengue

Alunos e professores participam de palestra no Cras

Alunos e professores participam de palestra no Cras

A Prefeitura de Arapuã, por meio da Vigilância Sanitária e do Serviço de Combate a Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu, na semana passada, uma palestra para os alunos das escolas municipais e estaduais, com o objetivo de orientar sobre os cuidados e prevenção da dengue. A ação foi realizada no salão de eventos do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) e contou com a participação do secretário municipal de Saúde, Sebastião Huida, e dos vereadores Alisson Dias, Carlos Cesar Vieira e Edinei Stange, além de secretários municipais, diretores e professores.

A palestra sobre a dengue foi realizada pelo educador sanitário e funcionário do Ministério da Saúde, Alexandre Cezar Nobre. Durante a explanação, ele falou a alunos e professores sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya e ressaltou o momento pelo qual passa o município de Arapuã, que está enfrentando uma epidemia da dengue, pela primeira vez em sua história. “Essa é uma doença conhecida desde o século XVIII, mas, mesmo assim, a cada ano, os casos vêm aumentando em todo o mundo”, frisa. Ele defende a união da população e dos agentes de combate a endemias para conseguir evitar novos casos da doença.

Arapuã teve até o momento 47 casos de dengue confirmados e 72 notificações de suspeitas da doença. A grande maioria dos casos foi registrada no bairro rural do Bem-te-vi, que passará a ser monitorado a cada 60 dias.

A agente de endemias, Fabiene Barbosa de Souza, ressalta que a prefeitura está trabalhando na conscientização de toda a população, com ações nos comércios, nas escolas e junto aos agricultores. Além disso, nas últimas semanas, foi intensificado o trabalho em pontos estratégicos, como oficinas, lavadores e postos de gasolina, que podem servir como locais de proliferação do inseto. Apesar da preocupação maior ser durante o próximo verão, quando uma nova entrada de vírus da dengue pode causar consequências mais graves, como o surgimento da dengue hemorrágica, a população não deve descuidar, nem durante o inverno, tendo em vista que, no ano passado, os agentes de endemias encontraram focos do mosquito mesmo nos dias mais frios.

O responsável pela Vigilância Sanitária de Arapuã, Valdinei Balbino Louredo, ressalta que além do trabalho nas escolas, o município também está conversando com lideranças religiosas e civis do município e realizando uma grande mobilização para conscientizar a população e evitar que a doença se prolifere. “Durante mais de 20 anos, nunca houve uma epidemia no município e a população não esperava que isso ocorresse. E agora é momento de intensificar a conscientização e fazer mais para que isso não volte a se repetir”, frisa Valdinei Louredo.

Fabiene Barbosa, Valdinei Louredo e Alexandre Nobre

Fabiene Barbosa, Valdinei Louredo e Alexandre Nobre

Comentários