Nota Paraná ajuda Apae de Pitanga e melhorar infraestrutura

Recursos são usados para ampliar os serviços

Recursos são usados para ampliar os serviços

No Paraná é comum, ao efetuar uma compra em uma loja, supermercado, posto de gasolina ou outro estabelecimento comercial, o atendente perguntar se o cliente quer colocar o CPF na nota. Muitas vezes, o consumidor se recusa a passar o número. Nesse momento, ele pode fazer uma boa ação. Em dezenas de estabelecimentos comerciais de Pitanga existem caixas com a identificação da Apae, em que esses cupons fiscais, sem a identificação do consumidor, podem ser depositados.

A diretora da Apae de Pitanga, Aniele Cardoso dos Santos, comenta que a escola de educação especial foi a primeira instituição a buscar recursos junto a esse programa do Governo do Estado e tem o convênio desde 2016. Com os recursos, foi possível ampliar a área de atendimento em 400 m², entre eles a reforma geral da cozinha experimental, construção do espaço do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Recanto da Vida (antigo Clube de Mães) e a sala de psicomotricidade.

Além disso, como os valores entram no recurso livre, servem também para o aumento no quadro de funcionários e, com isso, a instituição conseguiu ampliar os serviços ofertados como fisioterapia, psicopedagogia, psicologia e serviço social. Atualmente, as urnas da Apae estão em pelo menos 50 estabelecimentos do município e, a cada semana, aumenta um pouco mais o número de locais.

Uma das principais melhorias no serviço da Apae foi a construção da sala de psicomotricidade, e por meio de um outro convênio foi possível mobiliar a sala e instalar equipamentos, entre eles, um dos mais modernos do Paraná, que é um PediaSuit, que possibilita que o fisioterapeuta realize o trabalho com o paciente em pé, mesmo que ele tenha algum tipo de paralisia. “Nós já contamos com o dinheiro do Nota Paraná, que é algo muito importante para a manutenção da instituição, pois a escola cresceu, assim como o número de alunos e de funcionários”, cita Aniele Santos.

Por mês, a Apae de Pitanga contabiliza cerca de 40 mil notas e os recursos arrecadados são usados para investimentos ou custeio como pagamento de funcionários e fornecedores. “Já contamos com esse dinheiro, que tem sido importante para a nossa instituição”, frisa a diretora da Apae, que atende diariamente 195 alunos.

Estrutura do antigo Clube de Mães foi melhorado com recursos do Nota Paraná

Estrutura do antigo Clube de Mães foi melhorado com recursos do Nota Paraná

Comentários