Como se dá o processo de interpretação de um texto?

As dificuldades de interpretação de textos na escola pública são claras, pois esse problema é muito comum e acredita-se que ocorra no país inteiro, com variada motivação. A maioria desses problemas vem desde as séries iniciais, nas quais o aluno raramente é motivado a ler e não sabe identificar na leitura as informações essenciais para a compreensão do texto. Com o objetivo de auxiliar, trazemos na coluna de hoje, algumas dicas para auxiliar na compreensão desse processo.

A Hermenêutica, a área da filosofia que estuda o assunto, preconiza que é preciso seguir três etapas para se obter uma leitura ou uma abordagem eficaz de um texto:

a) Pré-compreensão: toda leitura supõe que o leitor entre no texto já com conhecimentos prévios sobre o assunto ou área específica.

As histórias em quadrinhos, por vezes, utilizam animais como personagens e a eles atribuem comportamento humano. O gato Garfield é um exemplo desse fato:

Imagem da notícia.

Van Gogh, pintor holandês nascido em 1853, é um dos principais nomes da pintura mundial. É dele o quadro abaixo:

Imagem da notícia.

O 3º quadrinho mostra que Garfield conhece a história do pintor famoso e faz uso da ironia. Já para quem não conhece a história da vida do pintor Van Gogh, não ocorre a construção do sentido do texto, ou seja, a tira não faz sentido algum.

b) Compreensão: já com a pré-compreensão ao entrar no texto, o leitor vai se deparar com informações novas ou reconhecer as que já sabia. Por meio da pré-compreensão, o leitor “prende” a informação nova com a dele e “agarra” (compreende) a intencionalidade do texto. É costume dizer: “Eu entendi, mas não compreendi”. Isso significa dizer que quem leu entendeu o significado das palavras, a explicação, mas não as justificativas ou o alcance social do texto.

c) Interpretação: A interpretação é a resposta que você dará ao texto, depois de compreendê-lo (sim, é preciso “conversar” com o texto para haver a interpretação de fato). É formado então o que se chama “fusão de horizontes”: o do texto e o do leitor. A interpretação supõe um novo texto. Significa abertura, o crescimento e a ampliação para novos sentidos.

É importante que o professor trabalhe várias estratégias de interpretação de textos, para que os alunos sejam capazes de ler, compreender os gêneros fábulas e mitos, tornando-se um leitor que consiga perceber as sutilezas em um texto ultrapassando a compreensão, e chegando à interpretação que é a produção de sentidos.

Comentários