MP denuncia homem que agrediu ex-mulher e ateou fogo em carro em Turvo

Suspeito é denunciado pelo Ministério Público

Suspeito é denunciado pelo Ministério Público

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou o homem que confessou ter agredido a ex-companheira grávida e colocado fogo em um carro com a filha dela dentro, em Turvo, na região central do Paraná, em 9 de abril deste ano. Danilo Geraldo Ferreira foi denunciado pelos crimes de tentativa de feminicídio, cárcere privado, violência doméstica e ameaça.

Conforme a denúncia, ele poderá responder duas vezes pelos crimes de tentativa de feminicídio, já que foram duas vítimas do sexo feminino. Ferreira ainda poderá responder pelas qualificadoras de motivo torpe, asfixia, uso de fogo e recurso que dificulta a defesa da vítima.

A defesa dele informou que tem dez dias para se manifestar.

Segundo o MP-PR, o crime aconteceu depois que a mulher terminou o relacionamento que tinha com o homem e voltou a morar na casa dos pais, em Turvo. Inconformado, ele viajou de Santa Catarina até a cidade.

A mulher conseguiu fugir, mas a filha ficou no carro, que o homem ateou fogo, conforme a denúncia. Um morador que passava pelo local salvou a criança.

De acordo com a denúncia, a mulher ficou ferida e teve de antecipar o parto, sob o risco de perder o bebê. Ela está internada sem previsão de alta. A criança teve 20% do corpo queimado e está internada em Curitiba. O estado de saúde é estável.

O denunciado está preso preventivamente - por tempo indeterminado - na Delegacia de Guarapuava, também na região central do Paraná, e deve ser transferido para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Com informações da RPC/Guarapuava