Vereadores de Palmital sabatinam secretária municipal de Saúde

Vereadores conversam com a secretária de Saúde de Palmital

Vereadores conversam com a secretária de Saúde de Palmital

A Câmara de Vereadores de Palmital realizou na tarde da segunda-feira, dia 22 de abril, uma sabatina com a secretária municipal de Saúde, Dilcélia Regina Martins Bales, quando alguns problemas da saúde, que são recorrentes de reclamações da população do município, foram questionados.

A convocação da sabatina teve como um dos postulantes o vereador Robson Haido, líder da oposição na Câmara, que disse que a motivação para essa convocação se deve ao fato do alto número de reclamações com relação ao atendimento e à prestação de serviço da secretaria municipal de Saúde.

Ele também comenta que, durante esse mandato, poucos foram os requerimentos encaminhados ao Poder Executivo e respondido pela secretária de Saúde. “Isso nos deixou sem ter argumentos para responder os questionamentos da população e, diante disso, o único instrumento possível era convocar a secretária para uma sabatina”, disse o vereador.

Entre os questionamentos apresentados pelo vereador está a questão do Hospital São Vicente de Paulo de Pitanga, que solicitou o descredenciamento do Programa Mãe Paranaense, justificando que outros municípios da região utilizam o serviço, mas não contribuem efetivamente para a manutenção do serviço. “Essa também foi uma das questões abordadas, no entanto, a resposta que obtivemos foi vaga e questões técnicas não foram respondidas. Aqui em Palmital nossos requerimentos não estão sendo respondidos”, reclama o vereador.

Ele destacou que a convocação da secretária de Saúde ocorreu há cerca de 60 dias e que os temas que seriam abordados foram previamente descritos no ofício. “Mesmo assim, não objetivemos respostas para perguntas mais técnicas; se fosse para responder depois por ofício, não teria motivo para a realização desse ato hoje, pois precisamos de respostas”, ressalta o vereador.

O jornal Paraná Centro tentou contato com a secretaria de municipal de saúde de Palmital, mas não obteve retorno.

Comentários