Acidentes domésticos com crianças

Imagem da notícia.

Crianças mexem em tudo. É natural, esperado e faz parte do seu desenvolvimento explorar o ambiente. Alguns cuidados são imprescindíveis e medidas simples podem ser capazes de evitar acidentes graves e sequelas permanentes. Pais e responsáveis precisam estar atentos, e cabe a eles garantir um ambiente seguro à criança, que nunca pode ficar sozinha em casa sem supervisão de um adulto e muito menos ser cuidada por outras crianças. Segundo dados do próprio Ministério da Saúde, a maioria das quedas que ocorrem em crianças com menos de 10 anos de idade acontece dentro do ambiente domiciliar.

Dicas de como evitar!

O aprendizado se faz pelo exemplo. Ensinamos nossos filhos a falar, a bater palmas, a comer usando talheres, os ajudamos a dar os primeiros passos e, muitas vezes, negligenciamos os cuidados com a segurança dentro e fora de casa. Nossos pequenos precisam ser ensinados e advertidos sobre riscos à vida e à saúde. Parece meio bobo e simplório, mas os cuidados precisam ser feitos preventivamente, como uma vacina ou uma consulta de rotina ao pediatra. Nossos lares tão aconchegantes, decorados e cuidados com tanto amor e dedicação podem parecer inofensivos e livres de todo risco aos nossos olhos, mas quando visto de baixo pelo olhar curioso e explorador de uma criança, nossas casas são verdadeiras fábricas de acidentes. Seguem orientações práticas que podem ser de grande valia e que se bem empregadas podem evitar sérios danos:

- Cuidado com janelas, sacadas e escadas. Instale proteções e redes em janelas e sacadas. Portões de segurança devem estar presentes no topo e pé das escadas. Oriente seu filho a não brincar perto desses locais, ensine que não são ambientes adequados para a diversão, explique o que pode acontecer. Não deixe cadeiras, camas, móveis baixos perto das janelas, estantes ou armários. Lembre-se, seu filho é um explorador nato e tais objetos podem ser usados para escalar.

- Tenha cuidado com tapetes, chão liso e evite encerar o piso. A maioria das quedas envolvendo crianças acontece no mesmo nível. Foram decorrentes de pisadas em falso, escorregões, tropeços. Se seu filho está em fase dos primeiros passos, redobre a atenção.

- Não use andadores, eles não são recomendados pela sociedade brasileira de pediatria, eles podem prejudicar o desenvolvimento dos pequenos e são responsáveis por acidentes graves e sequelas irreversíveis.

- Durante a troca de fraldas, mantenha sempre uma mão segurando o bebê, evite deixá-lo sem supervisão para pegar qualquer objeto. Ao iniciar a troca, verifique se tudo está ao seu alcance. Não deixe o bebê sozinho em camas, mesas ou outros. Nem que seja por um segundo.

- Tomadas precisam ter protetores. Eles são facilmente encontrados em lojas de materiais de construção, armarinhos, supermercados, etc. são baratos e podem evitar queimaduras elétricas graves e evitar que seu filho seja exposto a grande risco de morte. Ensine seu filho os riscos de se colocar o dedo em tomadas, você pode proteger o seu lar, mas seu filho certamente irá frequentar ambientes que o mesmo cuidado não se faz presente.

- Ferros de passar roupas devem ficar fora do alcance das crianças, esteja ele ligado ou não. As panelas devem sempre ter seus cabos virados para dentro do fogão.

- Produtos de limpeza, inseticidas, venenos, raticidas e outros devem sempre ser colocados em armários altos e de preferência trancados. Evite colocar esses produtos em embalagens recicladas como vasilhames de refrigerantes ou de alimentos apreciados pela criança. Seu filho pode se confundir e ingerir tais produtos.

- Em hipótese alguma deixe remédios ao alcance dos pequenos, nunca ao dar remédios aos seus filhos engane-os dizendo que se trata de balas ou doces. Essas associações podem ser feitas pelas crianças em outras ocasiões.

- Crianças pequenas podem se afogar com menos de um palmo de água. Muito cuidado com água em baldes, banheiras, tanques, bacias, vasos sanitários, piscinas. Sempre supervisione os banhos.

- As refeições precisam de supervisão. Teste a temperatura dos alimentos antes de oferecê-los. Alimentos maiores ou que se desintegram com facilidade precisam ser oferecidos com muito cuidado. Ao menor sinal que seu filho colocou um pedaço maior na boca, verifique rapidamente.

Com medidas simples, sua casa pode se tornar um ambiente mais seguro, trazendo proteção para quem você ama. Acidentes são, em sua maioria, evitáveis e cuidados simples podem diminuir muitas idas a pronto socorros. A infância é a melhor fase da vida. Nossas crianças merecem passar por ela com segurança, bem estar e muito amor.

MEDCLIN Clínica Médica (Dra Paulla Damianni Pereira ( Pediatra), (42) 3646-4487 - Rua João Gonçalves Padilha 190

Comentários