Coamo distribui sobras para cooperados

Produtores chegam à cooperativa para retirar as sobras

Produtores chegam à cooperativa para retirar as sobras

A unidade da Coamo de Ivaiporã realizou na segunda-feira, dia 18 de fevereiro, a distribuição das sobras relativas ao exercício financeiro de 2018, cujo resultado foi apresentado na Assembleia Geral da cooperativa, ocorrida em Campo Mourão, no dia 15 de fevereiro. A receita global da cooperativa em 2018 totalizou R$ 14,80 bilhões, um crescimento de 33,6% em relação ao ano anterior. A sobra líquida atingiu o montante de R$ 800,38 milhões. Cada produtor recebe a segunda parcela das sobras, conforme sua movimentação na aquisição de insumos e entrega da produção na Coamo. “É importante ressaltar que as condições de mercado propiciaram um bom momento para os associados comercializarem a produção, refletindo no aumento das receitas da cooperativa. Os saldos a fixar de safras passadas foram reduzidos, trazendo os estoques de passagem para níveis normais”, destaca o diretor-presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini. Ele cita que 2018 foi o melhor ano da Coamo em relação às receitas globais. “Os bons resultados alcançados foram possíveis, graças à participação dos associados no abastecimento dos insumos e na entrega da produção, e ao trabalho dedicado do quadro de funcionários”, ressalta. A Coamo conta com mais de 28,6 mil associados e 7,8 mil funcionários.

Em Ivaiporã, a movimentação na unidade começou nas primeiras horas da manhã, com os produtores já retirando suas sobras. Alguns usaram os recursos para quitar compromissos e débitos, como o caso do cooperado Marcos Forner, que é associado desde 1998. Ele comenta que os produtores já esperam a distribuição das sobras, em função da segurança que tem na cooperativa. “Já sabemos que nesse começo de ano e antes do Carnaval, vamos receber um dinheiro da cooperativa, já fazemos compromissos contando com esse recurso para fazer o pagamento”, comenta o produtor.

Ele mesmo disse que já fez a aquisição de maquinários e equipamentos, comprou caminhão, pagou caminhonete e deu outras destinações. “Certamente esse valor movimenta o comércio e ajuda a cidade”, disse.

Pedro da Silva usará as sobras para concluir tratamento odontológico e distribuir para os filhos

Pedro da Silva usará as sobras para concluir tratamento odontológico e distribuir para os filhos

Já o cooperado Pedro da Silva, que está na Coamo desde 2002, também já se acostumou com o recebimento das sobras. “A cooperativa tem sido muito bem administrada e, por isso, temos essa sobra todos os anos. Quero agradecer à diretoria da Coamo, que tem feito um bom trabalho e sem ela não teríamos essa bênção aqui”, comenta. Nesse ano, ele vai utilizar os recursos para terminar um tratamento odontológico que está fazendo e também distribuir um pouco de dinheiro para cada um dos filhos e quitar alguns débitos.

O gerente da unidade de Ivaiporã, Domingos Carlos Fontana, avalia que a distribuição das sobras é uma festa, não apenas para os cooperados, mas também para os gerentes e funcionários, pois demonstra que a cooperativa está sendo bem gerida e apresentando bons resultados, principalmente em um ano difícil como está sendo a safra atual. “Certamente esse dinheiro vai ajudar muito os cooperados”, comenta o gerente.

Ele lembra que o uso dos recursos tem sido feito de forma racional pela administração da cooperativa e isso tem ajudado a gerar bons resultados. “No sistema cooperativa, a sobra corresponde ao lucro da empresa, se fosse uma empresa multinacional, o dinheiro iria até para o exterior, mas na Coamo, ele retorna ao associado, que é dono do negócio”, relata.

Domingos comenta que o recurso é do cooperado, que pode fazer a destinação que achar melhor. “Sabemos que alguns já fazem investimentos, contando com esse dinheiro para pagar os débitos, mas também realizam a reforma de casa ou a compra de eletrônicos”, comenta o gerente da unidade de Ivaiporã.

Paulo Roberto e Marcos Forner conversam com o gerente Domingos Fontana

Paulo Roberto e Marcos Forner conversam com o gerente Domingos Fontana

Comentários