Miss Pitanga comenta participação no Miss Paraná

Miss Pitanga representa o município no Miss Paraná

Miss Pitanga representa o município no Miss Paraná

A Miss Pitanga 2018, Milena Carbornar, representou pela primeira vez o município, de forma oficial, em um concurso do Miss Paraná. A fisioterapeuta de 24 anos foi eleita em abril do ano passado e esperou quase 1 ano para realizar o sonho de participar do concurso, que ocorreu no dia 5 de fevereiro, na cidade de Curitiba. Apesar de ter participado apenas do desfile oficial e não ter conseguido a classificação no top 16, a participante do município diz que esse evento representou um marco em sua vida. “Esse concurso foi um divisor de águas, eu fiquei mais desinibida e, hoje, só quero luz para a minha vida”, diz Milena Carbornar, após participação no concurso.

Ela viajou para Curitiba na madrugada do domingo e, após se hospedar no hotel, houve uma reunião inicial para apresentação das candidatas, entrevista e sessão de fotos para a apresentação das candidatas ao corpo de jurados. Com relação à entrevista, ela foi perguntada por que gostaria de ser miss. Milena disse que seu objetivo era poder compartilhar um pouco de sua história e, principalmente, de ações importantes como viabilizar uma campanha de doação de sangue, onde conseguiu a participação de 36 voluntários.

Relatos parecidos

Milena Carbornar comenta que, praticamente, todas as candidatas tiveram algum tipo de dificuldade para participar do concurso e isso fez com que a amizade entre elas fosse mais forte. “Uma das candidatas teve que vender churros e rifa para conseguir o dinheiro da inscrição e, por isso, acho que todas ficamos felizes com o resultado . Não senti clima de rivalidade entre as candidatas”, ressalta.

Para ela, a principal lição do concurso foi o fortalecimento da autoestima e que fez com que ela olhasse para si e tivesse uma autoconfiança maior.

Como a primeira representante de Pitanga no concurso, Milena espera que mais meninas se interessem em participar do Miss Paraná e que novos concursos sejam realizados na cidade. Ela já se coloca à disposição para ajudar as próximas concorrentes e orientar para que elas possam não ir apenas esteticamente preparadas, mas também psicologicamente. Ela agradeceu as pessoas e instituições que a ajudaram a participar do concurso, como a promoter Larissa José, o ex-vereador Tião Eurich, o ateliê Charla Luz, a Prefeitura de Pitanga e a Requintes Noivas.

Comentários