Airsoft ganha adeptos em Ivaiporã

Equipe Comando Airsoft Ivaiporã existe desde agosto de 2018. Por: Divulgação

Equipe Comando Airsoft Ivaiporã existe desde agosto de 2018

Fonte: Divulgação

Uma nova modalidade esportiva, que vem crescendo muito no Brasil e no mundo, chegou a Ivaiporã. Trata-se do Airsoft, que surgiu no Japão nos anos 1970 e rapidamente se difundiu no mundo todo. O esporte é baseado em simulações de combates militares, usando para tanto as mesmas táticas operacionais de engajamento. Utiliza armas de pressão que, na maioria das vezes, são réplicas das verdadeiras, mas com munições esféricas de plástico de 6 mm e diferentes gramaturas. A diferença das armas de Airsoft para as reais fica por conta da ponta laranja ou vermelha, obrigatória no esporte, além do mecanismo interno, sendo impossível transformar uma arma de Airsoft em arma de fogo.

Segundo a Revista Exame, a popularização do Airsoft se deve muito à cultura popular, especialmente aos games e à indústria cinematográfica, que sempre retrataram guerras e batalhas, aumentando o interesse nessas práticas. No entanto, no Brasil, é uma prática regulamentada e controlada. Em termos de legislação, o esporte é regulado no Brasil pelo Exército Brasileiro, através da portaria COLOG nº56 de 2017, e para sua pratica é obrigatório ser maior de 18 anos e possuir documentação da arma de pressão legalizada e em seu nome.

No Brasil todo e, especialmente no Paraná, cada vez mais adeptos se juntam ao esporte. De acordo com o professor do curso de educação física da UEM, Eduard Bendrath, o Airsoft enquanto esporte trabalha uma série de capacidades individuais, que vão desde o raciocínio, o trabalho em equipe, a estratégia, além do condicionamento físico exigido para os jogos, que possuem duração média que varia de 1 hora a até 4 horas seguidas. Outro ponto destacado pelo professor diz respeito ao princípio de conduta ética do esporte, que está baseado diretamente na honestidade. Diferente do paintball, onde há marcação de tinta para os jogadores que foram alvejados, no Airsoft não há. Dessa forma, o jogador deve acusar que recebeu o disparo e, imediatamente, se retirar do jogo.

Desde agosto de 2018, Ivaiporã conta com uma equipe oficial do esporte, o Comando Airsoft Ivaiporã (CAI). A equipe congrega profissionais liberais, estudantes, advogados, empresários, professores universitários, funcionários públicos e policiais. Para se ter uma ideia da dimensão de crescimento do esporte no Paraná, a equipe de Ivaiporã é uma das 113 equipes do estado que praticam o esporte.

De acordo com Rodrigo Pulzatto, 29 anos, integrante da equipe, o Airsoft o ajudou a melhorar o trabalho em equipe e o relacionamento interpessoal, além de ser uma terapia para a depressão. Para Cássio Cobianchi, 28 anos, arte finalista, o Airsoft significa uma oportunidade de acabar com o sedentarismo, já que sempre trabalhou em ambientes fechados e nunca teve habilidade em esportes tradicionais como futebol, vôlei e basquete. Por sua vez, o advogado Valter Pinheiro, 36 anos, sempre teve interesse pela prática de esportes de tiro de precisão e, com a dificuldade e as restrições para a prática esportiva com armas de fogo, viu no Airsoft uma forma de praticar o tiro esportivo e ao mesmo tempo associar com a sensação de adrenalina ao simular operações militares em diversos ambientes. Segundo ele, o Airsoft possibilita a aquisição do espírito de camaradagem entre os participantes e o desenvolvimento de habilidades próprias derivadas do tiro esportivo.

O Airsoft é um esporte extremamente seguro e sem contra indicações, sendo que a única recomendação é o uso de equipamentos de proteção como óculos, máscara e colete.

A equipe Comando Airsoft Ivaiporã treina aos finais de semana e está aberta para as pessoas que estejam interessadas em conhecer mais sobre o esporte. O contato pode ser feito diretamente pela página oficial da equipe no Facebook: www.facebook.com/comandoairsoftivaipora.