Prática de atividade física requer orientação adequada

Mara Borges está voltando a praticar atividade física

Mara Borges está voltando a praticar atividade física

Praticar uma atividade física é importante durante o ano inteiro. Porém, geralmente é no verão que as pessoas costumam realizá-las com maior frequência, com o objetivo de estar com o corpo em forma na estação mais quente do ano.

No entanto, antes de se preocupar somente com a estética do corpo, é preciso ficar atento ao estado de saúde. Ao iniciar a prática de atividade física, deve-se tomar alguns cuidados para que não haja nenhum dano ou lesão ao organismo e somente benefícios à saúde do praticante.

Conforme o professor do curso de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM) Campus Regional do Vale do Ivaí, Eduard Bendrath, o primeiro cuidado que se deve ter é respeitar os limites do seu corpo. Muitas vezes, as pessoas querem “recuperar o tempo perdido” aumentando a frequência e intensidade da atividade física, sem ter um condicionamento físico que aguente esse ritmo. O resultado disso pode ser desastroso para o corpo. “A recomendação é que comece em uma intensidade leve e, aos poucos, vá aumentando. Calçados e roupas apropriadas, bem como uma alimentação e uma boa hidratação antes, durante e depois da atividade física também são essenciais. Em caso de dúvida, procure um profissional de Educação Física para lhe auxiliar”, aconselhou.

Atleta de Bmx, Willian Nascimento corre para manter a forma. Por: Antonello Nadal

Atleta de Bmx, Willian Nascimento corre para manter a forma

Fonte: Antonello Nadal

O professor explicou que o importante é realizar alguma atividade física que traga prazer e que resulte em um gasto energético acima dos níveis de repouso. Com o passar do tempo, a periodicidade (rotina) tende a criar uma maior aderência à prática de atividade física por parte do indivíduo, dessa forma, estudos indicam que o tempo médio de incorporação da atividade física como parte integrante da rotina diária dos indivíduos só acontece após, pelo menos, 3 meses de participação. “Esse é um tempo fundamental para o que chamamos de “mudança de hábito”, de um estilo de vida sedentário para um fisicamente ativo. Portanto, a escolha de uma atividade ao qual você se interesse é fundamental, tenha paciência na obtenção de resultados e respeite os limites do seu corpo”, recomendou.

Eduard Bendrath reforçou que a atividade física possibilita, além dos benefícios de ordem fisiológica, a interação social e mudança de comportamento. No que tange especificamente ao contexto da saúde, a atividade física em níveis adequados possibilita a ampliação de fatores protetores frente, por exemplo, às doenças crônicas não-transmissíveis (DCNTs) como é o caso da obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes, entre outras. Além disso, a atividade física, vinculada a um programa de exercícios físicos bem orientados, pode proporcionar a liberação de endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem estar, e que pode proporcionar aumento da disposição e melhora do humor, produzindo relaxamento tanto físico quanto psicológico.

Fernando Cordeiro e a esposa Elbia se exercitam juntos

Fernando Cordeiro e a esposa Elbia se exercitam juntos

A professora Mara Patrícia Borges disse que há alguns anos fazia caminhada regularmente, no entanto, em função da correria do dia-a-dia, teve que interromper a atividade, mas, recentemente, sentiu a necessidade de retomar a prática, visando melhorar a qualidade de vida. “Estou voltando a caminhar para ter uma saúde melhor, pois a atividade física alivia o estresse, deixa a gente mais disposto e melhora a qualidade do sono”, comentou.

A também professora Regina Sabino se exercita na companhia do filho Eduardo e afirmou ser “atleta de final de semana”. No entanto, ela garante que caminhar e fazer pilates tem contribuído para a saúde dela. “Acho importante me exercitar porque, na minha idade, a respiração e a articulação ficam bem melhores quando pratico alguma atividade física”, opinou.

O vendedor Willian Henrique do Nascimento afirmou que costuma correr aos domingos pela manhã, mas esse não é o único exercício físico que faz. Ele é praticante de BMX (bike) e, três vezes por semana, realiza manobras na pista do Parque Ambiental Jardim Botânico de Ivaiporã para manter corpo e mente em forma. “Melhora o desempenho no meu serviço, além disso, o esporte acalma a mente e equilibra o corpo”, destacou o jovem.

Já o empresário Fernando Cordeiro é praticante de caminhada e corrida há aproximadamente 18 anos, inspirado no tio João Rosário, que mora em São Paulo e correu a São Silvestre de 2018, aos 91 anos. “É uma atividade prazerosa que não consigo ficar sem fazer, pois traz inúmeros benefícios para a saúde do corpo e da mente”, finalizou o empresário, que conta com a companhia da esposa Elbia durante as caminhadas.

Regina Sabino e o filho Eduardo caminham pensando na saúde

Regina Sabino e o filho Eduardo caminham pensando na saúde