Comunidade do Patrimônio dos Cajos participa de oficina de recuperação de minas

Recuperação de minas é realizada em Pitanga no Patrimônio dos Cajos

Recuperação de minas é realizada em Pitanga no Patrimônio dos Cajos

Pelo menos 15 produtores da comunidade do Patrimônio dos Cajos participaram, recentemente, de uma oficina de recuperação de minas, realizada com o apoio da Emater, Secretaria Municipal de Agricultura e da UTFPr de Campo Mourão (Universidade Federal Tecnológica do Paraná). A iniciativa é da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Pitanga.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Cristiano Jaskiu, comenta que a parceria vem dando bons resultados e esta é a terceira oficina realizada na gestão. Na atividade, os produtores rurais aprendem as técnicas corretas para isolamento e preservação das nascentes de água na propriedade. A técnica mais utilizada é a construção de uma cacimba, que é coberta com telhas de fibrocimento ou de plástico, mas que não impede a entrada de insetos e pequenos animais, que podem contaminar a água.

Na oficina, os participantes aprendem as técnicas para a utilização de cimento e argila e o encanamento correto para o escoamento da água. Com isso, além de evitar a entrada de pequenos animais, a técnica também promove o isolamento do vertedouro, evitando o assoreamento e garantindo uma água de qualidade para o consumo humano e dos animais.

A Vigilância Sanitária e a Secretaria Municipal de Saúde também participam do projeto e fazem a análise da água antes e depois da recuperação, para atestar sua qualidade. O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) também é parceiro e cede mudas para o plantio no entorno das minas.

As oficinas já foram realizadas nas comunidades de Santa Rita, Borboleta dos Berardi e Patrimônio dos Cajos. Para o mês de janeiro, já está programada a recuperação de minas em São João da Colina e depois na área urbana de Pitanga. “A proposta é prosseguir com esse projeto e isso vai depender do interesse da população em participar das oficinas. Queremos passar o conhecimento para todo o município todo”, comenta Cristiano Jaskiu.

Comentários