Enfermeira explica efeitos do calor para saúde

Janaína Barbosa alerta para cuidados a serem tomados durante verão. Por: Antonello Nadal

Janaína Barbosa alerta para cuidados a serem tomados durante verão

Fonte: Antonello Nadal

O verão começou na sexta-feira, 21 de dezembro, mas o calor chegou com tudo já no início do mês, anunciando que não vai dar trégua e, com ele, os efeitos da estação mais quente do ano também começam a aparecer. Essa estação deve ter temperaturas acima da média histórica no Brasil, é o que prevê o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

O calor intenso faz o organismo sofrer bastante, já que é preciso concentrar energia para manter a temperatura interna entre 36 e 37 graus. Para que o corpo não esquente demais, há um aumento da sudorese, ou seja, da produção de suor, que ajuda na termorregulação.

A enfermeira do Departamento Municipal de Saúde de Ivaiporã, Janaína Barbosa, explica que as crianças e os idosos são os mais afetados e que mais sofrem consequências do calor escaldante, que pode aumentar o risco de alergias e viroses, que vêm acompanhadas de diarréia, vômito, dor de cabeça, dores pelo corpo, entre outros sintomas. Além disso, o período seco pode contribuir para o aparecimento de asmas e bronquites, por isso, é importantes manter os ambientes mais úmidos com umidificadores de ar ou ainda com toalhas molhadas nos ambientes das casas.

Janaína Barbosa alerta que, com as altas temperaturas, é necessário prestar mais atenção aos alimentos consumidos para amenizar a sensação de calor. “É indicado uma alimentação mais leve, preferencialmente alimentos caseiros, saladas e frutas. No entanto, é fundamental higienizar esses alimentos e também manter a higiene pessoal para evitar a transmissão das viroses”, recomendou a enfermeira.

Ela também aconselhou que, para ajudar a refrescar os dias mais quentes, o ideal é abusar de bebidas como água e sucos naturais que ajudam na hidratação do corpo. “No verão, nosso corpo perde muito líquido por conta da transpiração, por isso, é importante manter a hidratação, evitando refrigerantes e bebidas alcoólicas”, disse Janaína Barbosa.

Com as altas temperaturas, também aumenta o número de pessoas que recorre a piscinas, rios e cachoeiras para se refrescar. “É necessário redobrar os cuidados, especialmente com as crianças, por se tratar de um período de férias”, finalizou.

Comentários