Lidianópolis realiza ação de combate a dengue

Equipes se reúnem antes do início do arrastão de combate a dengue

Equipes se reúnem antes do início do arrastão de combate a dengue

A Prefeitura de Lidianópolis, por meio do Departamento de Saúde e da Vigilância Sanitária, realizou um arrastão de combate ao mosquito Aedes Aegypti, principal transmissor da dengue, zika e febre chikungunya. A atividade ocorreu na semana passada e envolveu os agentes de controle de endemias e da dengue, servidores do setor de paisagismo e obras e voluntários da Patrulha Ambiental de Porto Ubá. A ação percorreu as casas na área urbana e no distrito de Porto Ubá e recolheu entulhos e materiais que possam acumular água e se transformar em criadouros do mosquito.

Segundo a coordenadora do setor de endemias, Rosemara Brentan, esse é um trabalho de prevenção que também tem objetivo de mobilizar a população e lembrar a todos que é necessário realizar o trabalho de verificação dos quintais, eliminando focos de água parada.

Para ela, essa parceria entre os envolvidos no arrastão tem possibilitado uma redução significativa no número de focos do mosquito e, consequentemente, nos casos de dengue. Nos últimos anos, Lidianópolis teve duas epidemias da doença, em 2011 e 2013 e um novo surto da doença poderia ter consequências graves no município. “Houve casos em municípios vizinhos, mas em Lidianópolis conseguimos passar por isso sem maiores sustos”, comenta a coordenadora de endemias.

Para o prefeito Adauto Mandu, após a epidemia que houve em 2013, o município precisa ficar atento para que não voltem a ser registrados novos casos de dengue. Ele comentou que a Patrulha Ambiental de Porto Ubá tem sido uma grande parceira nos arrastões. “Quero agradecer aos integrantes por estarem tomando a frente, entrando nos quintais e conscientizando a população para não deixar locais que se transformem em criadouros do mosquito da dengue”, comenta o prefeito de Lidianópolis, Adauto Mandu.

Comentários