A Chape é Série A

Arena Condá recebe recorde de público em vitória da Chape sobre São Paulo. Por: Antonello Nadal

Arena Condá recebe recorde de público em vitória da Chape sobre São Paulo

Fonte: Antonello Nadal

O Campeonato Brasileiro da Série A 2018 terminou no domingo, 2 de dezembro, com grandes emoções na parte de baixo da tabela de classificação, uma vez que o título foi decidido em favor do Palmeiras na penúltima rodada.

Estive com um grupo de amigos de Marechal Cândido Rondon na Arena Condá, em Chapecó, onde acompanhei o drama da Chapecoense, que pela 1ª vez desde que subiu para a Série A, lutava contra o rebaixamento, diante de um São Paulo já classificado para a Copa Libertadores, mas com uma reta final de campeonato melancólica.

Entrar na Arena Condá na semana em que se completou 2 anos do acidente aéreo de Medelín, e que vitimou 71 pessoas entre jogadores, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, além de jornalistas, foi uma sensação indescritível. O clima no entorno do estádio há 2 horas do início do jogo era de decisão e o torcedor atendeu o apelo do clube e garantiu recorde de público na temporada (19.992 pessoas).

O gol de cabeça de Leandro Pereira no 2º tempo foi a flechada certeira do Índio Condá para mais um ano na elite do futebol brasileiro. No entanto, a tensão tomou conta do torcedor quando eram anunciados os gols do Sport contra o Santos no Recife, porque se o São Paulo empatasse, a Chape cairia para a Série B. Mas quando o árbitro apitou o final do jogo, torcida e jogadores celebraram a permanência não apenas do clube, mas de uma cidade que respira Associação Chapecoense de Futebol.

Comentários