Lutadora de Arapuã tem trajetória vitoriosa no Muay Thai

Lutadora faz parte da equipe Schima Combat. Por: Divulgação

Lutadora faz parte da equipe Schima Combat

Fonte: Divulgação

A atleta de Muay Thai, Maria Eduarda dos Santos Capuano, 19 anos, que reside em Arapuã, tem se destacado no primeiro ano dela como lutadora, ao conquistar dois títulos de expressão na modalidade: o Campeonato Paranaense disputado em Maringá e o Campeonato Londrinense, ambos na categoria 56 quilos. No cartel, ela tem 4 lutas e 4 vitórias, todas por decisão dos juízes.

No entanto, para atingir os resultados que obteve em 2018, Maria Eduarda Capuano comentou que é preciso abrir mão de muitas coisas e disciplina, principalmente, com horários e alimentação.

A lutadora que recebeu, recentemente, a graduação de faixa branca começou a praticar a modalidade há 3 anos, por meio de um projeto no Cras (Centro de Referência de Assistência Social), mas afirmou que só agora se sentiu preparada para competir.

Entre os colegas de academia, Maria Eduarda Capuano ganhou o apelido de Monstrinha, por ser forte e aguentar os golpes desferidos pelas adversárias. A atleta da equipe Schima Combat treina três vezes por semana nas academias Centurião, em Ivaiporã, onde é orientada pelo treinador Adelson da Silva (Rambo) e K-Pró, em Arapuã. “Em Arapuã faço a preparação física com treino funcional e, em Ivaiporã, o treinamento é mais específico, pensando nas lutas”, relatou a jovem, lembrando que em época de campeonato os treinos são diários.

Ela disse que está bem adaptada à rotina de atleta e que, no ano que vem, pretende baixar o peso para 52 quilos e migrar para o MMA, inspirada pela atleta de UFC, Poliana Botelho. “Pretendo buscar um novo desafio, adrenalina e conquistar títulos no MMA”, revelou a atleta.

Maria Eduarda acredita que as mulheres ainda sofrem certo preconceito por praticarem um esporte onde há bastante contato físico, mas garantiu que tem apoio da família. “É uma sensação inexplicável vencer os primeiros campeonatos que disputei e devo isso a meu treinador, que sempre conversa muito comigo e me deixa bem preparada psicologicamente para as lutas”, ressaltou a atleta.

Ela ressalta relação de confiança com técnico Adelson Rambo

Ela ressalta relação de confiança com técnico Adelson Rambo

Comentários