Polícia Civil de Ivaiporã prende dois suspeitos de roubo a posto de gasolina e pesqueiro

Equipe da Polícia Civil de Ivaiporã prende elementos acusados de roubo

Equipe da Polícia Civil de Ivaiporã prende elementos acusados de roubo

O delegado de Polícia Civil de Ivaiporã, Gustavo Dante da Silva, cumpriu mandado de prisão contra dois elementos suspeitos de roubo a um posto de gasolina e um pesqueiro, no município de Ivaiporã. Os crimes ocorreram, respectivamente, nos dias 23 e 26 de outubro. Foram detidos Igor Trizote Francisco, 19 anos, e Eros Gustavo Carvalho Vendrametto, 18 anos. O primeiro crime ocorreu no Posto Teodoro, onde, segundo o delegado de Ivaiporã, um dos elementos chegou armado com um revólver, rendeu o frentista e levou a quantia de R$ 350. O outro esperava em um corsa de cor branca, para dar fuga ao comparsa. “Com relação a esse crime, eles confessam a prática, mas disseram que usaram uma arma de brinquedo”, destaca o delegado.

Já o roubo contra o Pesqueiro Natureza, localizado na rodovia PR-466, próximo ao Posto Trevo, foi negado pelos dois suspeitos. No entanto, Gustavo Dante afirma que existem indícios muito fortes da participação de ambos. Eles teriam estado no local e amarrado o proprietário, com cadarço e lacre plástico, e ainda agrediram a vítima, roubando, além de uma quantidade em dinheiro, perfumes e bebidas. “As investigações apontaram que os dois foram os autores dos roubos; solicitamos a prisão preventiva, que foi deferida pelo Poder Judiciário e a vítima fez o reconhecimento tanto por foto, como pessoalmente. Não temos dúvidas que eles foram os autores do roubo”, afirma o delegado de Polícia.

Gustavo Dante também comemora o excelente índice de resolução dos roubos praticados em Ivaiporã. Ele avalia que a cada 10 crimes dessa natureza, em pelo menos 8 deles os elementos são descobertos e é solicitada a prisão preventiva. “No Brasil, a média é de apenas 3% de resolução, ou seja, de cada 100 crimes como esse, 3 dos autores vão para a cadeia. Aqui em Ivaiporã estamos atentos e trabalhando em cima disso, pois é um crime grave, que é cometido mediante violência ou grave ameaça”, frisa o delegado de Polícia Civil de Ivaiporã.

Comentários