Agricultor procura irmãos que não vê há mais de 30 anos

João do Carmo não é visto pelos familiares há 30 anos e Ataíde do Carmo é morador em Jardim Alegre

João do Carmo não é visto pelos familiares há 30 anos e Ataíde do Carmo é morador em Jardim Alegre

O agricultor Ataíde do Carmo, 72 anos, morador na cidade de Jardim Alegre, mas nascido em Ivaiporã, em 1945, entrou com contato com a reportagem do Paraná Centro, com o objetivo de encontrar seus irmãos, João do Carmo e Jacira do Carmo, que ele não vê há vários anos. Eles são filhos de Custódio Arcanjo de Souza e Ana do Carmo.

Com seu irmão mais velho, ele não tem contato há mais de 30 anos. A última vez que falou com João do Carmo, foi na comunidade de Bemtevi, onde a família morava. Nessa época, o irmão trabalhava como vigilante na cidade de São Paulo. “Ele disse que voltava no final daquele ano, mas nunca mais tivemos notícias, já ligamos em vários lugares, mas ninguém nunca mais ouviu falar dele”, comentou.

Já a irmã Jacira do Carmo está desaparecida há pelo menos 40 anos. O lavrador comenta que, aos 13 anos, ela saiu de casa com um homem casado, mas quatro meses depois apareceu na casa de seus pais, pois o marido havia sido preso. Pouco tempo depois, ela voltou para Londrina e desde então, nunca mais ninguém teve notícias.

As pessoas que tiverem qualquer informação podem entrar em contato com a redação do jornal Paraná Centro.

Comentários