Dúvidas sobre a língua portuguesa

Esta coluna busca publicar dúvidas que sempre ocorrem aos usuários da Língua Portuguesa. Neste espaço, procuro responder perguntas de alunos, amigos e até mesmo docentes de outras disciplinas. Sendo assim, abriremos também para os leitores do jornal Paraná Centro que querem perguntar a respeito de suas dúvidas. Dúvidas podem ser enviadas pelo email: redaçã[email protected]

Embaixo/ em baixo

Embaixo: é um advérbio de lugar e é a única que pode ser utilizada para transmitir ideia de que algo ou alguém está “abaixo” de alguma coisa. O advérbio é utilizado quando se deseja exprimir uma ideia de posição inferior, algo que esteja debaixo.

É normalmente utilizado para se referir a posições, mas também pode aparecer no sentido de quase um adjetivo, representando alguém que está “por baixo”, arruinado. A palavra é formada pelo que se chama de composição por justaposição. Isso caracteriza a existência de vocábulo (em + baixo) formando uma única palavra. Exemplos em que podem aparecer o advérbio:

O caderno estava embaixo da mesa esse tempo todo.

Pode colocar o quadro mais embaixo, por favor?

Embaixo dessas caixas está o CD que você pediu.

Em baixo: Apesar de não ser utilizado como advérbio de lugar, “em baixo” não está errado e também existe na língua portuguesa, apenas com outro sentido. É usualmente utilizada como um adjetivo para caracterizar alguma coisa.

Ele está correndo em baixo ritmo.

Você não escutou porque eles estavam falando em baixo tom.

Hoje ele está em baixo astral.

Trás/ traz

Trás: com sinal agudo e com “s” é sinônimo de atrás, após, detrás. Vem acompanhado de preposição, formando uma locução adverbial de lugar:

Ora, não olhe para trás, siga em frente!

Não sei o que está por trás disso, vamos averiguar!

Garoto, saia de trás dessa porta!

Traz: escrito com “z” é conjugação do verbo “trazer” na terceira pessoa do singular do indicativo e na primeira pessoa do singular do imperativo. Significa transportar, ocasionar, oferecer, conduzir.

Fama não traz felicidade a ninguém.

Dinheiro não traz felicidade, faz parte dela!

Ele traz muitos livros para escola na mochila.

Se ainda assim, você ficar na indecisão, substitua o termo na frase:

Fama não traz felicidade = Fama não ocasiona felicidade.

Ele traz muitos livros = Ele transporta muitos livros.

E não deixe de observar se antes do termo existe ou existirá uma preposição (de, por, para) porque, com certeza, será “trás”.

Viagem / viajem

A palavra viagem é utilizada da forma correta quando se refere a uma jornada ou um deslocamento.

Esta viagem será muito agradável.

A viagem foi planejada há anos.

Temos uma longa viagem pela frente.

Já viajem com “j” é a conjugação do verbo “viajar”, usadas no modo Subjuntivo (presente) e modo Imperativo (afirmativo e negativo) refere-se a passear, transitar ou deslocar.

Espero que eles viajem só amanhã.

Por favor, viajem sozinhos.

Não viajem sem condições financeiras.

Comentários