Alimentação saudável é segredo de marmiteiros para ter qualidade de vida

Brenda Letícia leva marmitas do trabalho para academia

Brenda Letícia leva marmitas do trabalho para academia

Seja em bolsa térmica, vasilha ou tupperware, a marmita é um acessório que está cada vez mais presente na vida do trabalhador. Se, em outros tempos, levar uma marmita para o trabalho era sinônimo de falta de grana, hoje, o hábito está associado a uma preocupação crescente com a origem dos alimentos que se come.

Quem utiliza dessa prática de levar a refeição de casa para o trabalho garante que, além de facilitar o cotidiano por conta da correria do dia a dia, as razões são diversas e vão de cuidados com a dieta e aparência à melhora da qualidade de vida. Eles garantem que apesar de cometerem alguns deslizes, os resultados são excelentes.

A representante comercial Renata Rafaelli de Abreu conta que começou a fazer dieta corretamente com acompanhamento profissional há aproximadamente 1 ano, e desde então seu percentual de gordura diminuiu de 31 para 17. “Faço dieta por estética e também porque uma alimentação saudável me dá outras vantagens como, por exemplo, mais disposição”, destacou.

Ela conta que prepara as marmitas duas vezes por semana, priorizando carboidratos e proteínas, como mandioca e macarrão integral. “Como 80 gramas de carboidrato no almoço e 5,5 gramas pré-treino, diariamente. Então eu cozinho mandioca no início da semana, congelo e descongelo conforme vou fazer a refeição no dia a dia”, comentou, lembrando que a noite quando está em casa, a opção é por comer ovos cozidos.

Professor Fagner Rodrigues prepara marmitas da semana

Professor Fagner Rodrigues prepara marmitas da semana

A monitora de música do projeto Renascer, Brenda Letícia Bueno, também come de marmita, pensando na qualidade de vida há cerca de 1 ano e recebe acompanhamento de um nutricionista. A opção de alimentos é por frango, salada, legumes, batata doce ou mandioca e ovo. “Sempre fui incentivada a comer alimentos saudáveis como saladas e frutas, mas desde que comecei a fazer academia, senti a necessidade de ter uma alimentação regrada com os nutrientes necessários para ter um melhor resultado nos treinos e na estética”, disse.

Ela ressaltou que, muitas vezes, não é fácil resistir a guloseimas, mas é preciso ter foco no objetivo, além de incentivar outras pessoas a adotarem uma alimentação mais saudável. “As pessoas vêem que você está fazendo dieta correta e obtendo resultados passam a se sentir motivadas a também ser fitness, como eu, que fui incentivada pelo meu colega de trabalho”, confessou.

Brenda se refere a Fagner Rodrigues, professor de educação física do projeto Renascer, que conhece os benefícios para a saúde de quem utiliza marmita. “Sei da necessidade do treinamento e da realização de uma atividade física estar sempre acompanhada de boa alimentação e, pela rotina de correria do dia a dia, começou a se fazer necessário eu levar minhas refeições para o ambiente de trabalho, para conseguir manter uma alimentação saudável e regrada. Por isso, a solução foi levar as marmitas para todo lugar, há mais de 2 anos, desde que iniciei acompanhamento nutricional para ter uma melhor estética e cuidado com a saúde”, pontuou.

Segundo ele, a alimentação está diretamente ligada com a qualidade de vida. “É um dos fatores que influenciam na qualidade de vida e desde que comecei a cuidar da alimentação, passei a ter melhor qualidade de vida e melhor desempenho na questão pessoal e profissional. Desde então, tive os melhores resultados em questão de estética e qualidade de vida”, esclareceu o professor, lembrando que é primordial balancear proteínas e carboidratos sem perder nutrientes.

Renata Rafaelli faz dieta por estética

Renata Rafaelli faz dieta por estética

Comentários