Fisiculturistas de Ivaiporã e Jardim Alegre ficam em 4º lugar no Campeonato Brasileiro

Ana Paula Bolognini e Eliane Nogueira ficam em 4º no Campeonato Brasileiro. Por: Divulgação

Ana Paula Bolognini e Eliane Nogueira ficam em 4º no Campeonato Brasileiro

Fonte: Divulgação

As fisiculturistas Ana Paula Bolognini, de Ivaiporã, e Eliane Nogueira, de Jardim Alegre, ficaram em 4º lugar na categoria Biquíni Fitness Sênior, no 49º Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo e Fitness (IFBB), que aconteceu de 27 a 29 de julho, no Centro de Eventos do Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto, São Paulo. O Campeonato Brasileiro é chancelado pela International Federation of Bodybuilding and Fitness (IFBB).

Ana Paula Bolognini, que em julho foi campeã paranaense na categoria para atletas até 1,66cm, e 3ª colocada na Copa Norte, se mostrou surpresa e feliz com o resultado, que lhe garantiu uma vaga no Campeonato Sulamericano, que acontecerá a partir de 30 de agosto, em Assunção, no Paraguai. “Foi uma disputa muito difícil contra atletas de excelente nível, mas estou animada com a experiência, apesar de precisar intensificar meus treinos para ganhar um pouco mais de maturidade muscular para ir em busca de uma boa colocação para Ivaiporã”, declarou a fisiculturista de Ivaiporã, ao pedir apoio dos empresários de Ivaiporã para representar a cidade em um evento internacional.

Já Eliane Nogueira, vice-campeã paranaense e estreante para atletas até 1,62cm de altura, também se disse surpresa com a 1ª experiência em uma competição nacional e afirmou que as recentes conquistas fazem com que ela e Ana Paula sirvam de inspiração e exemplo. “As pessoas estão começando a conhecer e seguir mais o fisiculturismo como esporte. No entanto, pela facilidade que tenho em ganhar massa muscular, decidi mudar para a categoria Body Fitness ou Wellness, e não vou disputar o sul-americano”, comentou a atleta de Jardim Alegre, que teve que perder 1 quilo para competir no Campeonato Brasileiro.

Com os resultados obtidos recentemente, a dupla afirmou que a visibilidade do fisiculturismo na região tende a aumentar.

Segundo as fisiculturistas, que devem participar de um evento no Peru em abril de 2019, a rotina de competições exige foco e disciplina. “O mais difícil para o atleta é seguir o foco e a rotina do esporte, mas nosso corpo está adaptado à rotina de treinos”, assinalou a dupla.

Para competir na categoria Biquíni Fitness, são exigidos alguns pré-requisitos como: aspecto físico, devendo ser magras, belas e demonstrar um leve aspecto de treinamento com pesos. Além da cintura fina, devem possuir braços e ombros levemente destacados, glúteos redondos e firmes, e percentual de gordura baixo. No julgamento também são avaliados beleza facial, cabelos e harmonia da maquiagem em relação ao conjunto corporal, cabelos, cor do biquíni, entre outros.

Comentários