Erros de Língua Portuguesa

Ainda, continuamos comentando alguns dos erros de Língua Portuguesa mais cometidos nas redes sociais:

Há X a: o verbo “haver” é usado na terceira pessoa do singular com o sentido de existir: Há muitos motivos para sorrir.

Além disso, pode ser usado para indicar um tempo passado: Não visito meus tios há algumas semanas.

Já “a” é usado em todos os outros casos que não significam existir ou tempo decorrido.

Exemplos: Ela vai chegar daqui a pouco.

Moro a 150 quilômetros de Londrina.

Não usar verbos no infinitivo sem a letra R no final: os verbos no infinitivo terminam com a letra “r”. No entanto, como resultado da pronúncia usada para alguns desses verbos, muitos usuários retiram o “r” na escrita. Verbos como “comer”, “dormir” e “cantar” sempre têm “r”, quando no infinitivo.

Exemplos: vou dormir/ela ama cantar. Portanto, na Língua Portuguesa escrita, mesmo em um ambiente informal como nas redes sociais, não é adequado escrever vou “dormi”/ ela ama “canta”.

Perca X perda: perda é o substantivo equivalente ao verbo “perder”

Exemplo: A saída dele foi uma grande perda para o time”.

Já “perca” é uma das variações do verbo “perder”

Caso o time perca, uma reforma será feita.

Tem X têm: “tem” é a forma do verbo “ter” na terceira pessoa do singular “Ela tem planos para o futuro. Enquanto isso, a variação com acento circunflexo (“têm”) sinaliza a terceira pessoa do plural (“Elas têm planos para o futuro”)

Impresso X imprimido

A regra é simples: com os verbos “ser” e “estar”, use “impresso”.

Exemplo: Camisetas com o slogan do grupo foram impressas para a manifestação.

Mas com os verbos “ter” e “haver”, pode usar “imprimido”.

Exemplo: Só quando cheguei ao trabalho percebi que tinha imprimido o documento errado.

De encontro a X ao encontro de

Muita gente confunde essas duas expressões, usando a primeira quando, na verdade, quer expressar o sentido da segunda. Veja o exemplo:

“Esta promoção que recebi no trabalho veio de encontro às minhas necessidades!” – Errado! O que o falante quer dizer é que a promoção foi favorável a ele, ou seja, veio ao encontro das necessidades dele!

A expressão De encontro a designa algo que se opõe, se choca com outra. Veja o exemplo:

A demissão veio de encontro à expectativa que eu tinha de comprar um carro.– Certo! A demissão se opôs à expectativa que ele tinha de comprar um carro.

Simplificando:

de encontro a = ir contra

ao encontro de = ser a favor

Faz X Fazem

O uso equivocado do verbo fazer no plural quando este é impessoal volta e meia aparece em posts. Veja:

Fazem dez anos desde que ele se foi. – Errado!

O verbo não concorda com “dez anos” porque dez anos não é o sujeito da frase.

Faz dez anos desde que ele se foi. – Certo! O correto é o uso do verbo no singular porque, neste caso, “fazer” é impessoal, ou seja, não tem sujeito.

Comentários