Operação prende suspeitos de tráfico na região de Pitanga

Drogas foram encontradas em um das casas suspeitas

Drogas foram encontradas em um das casas suspeitas

Na semana passada, uma operação, que envolveu mais de 100 policiais militares e civis, resultou no cumprimento de 34 mandados de prisões, sendo que 8 dessas pessoas já estavam detidas e foram notificadas que estariam respondendo a novo inquérito policial. Outras 24 pessoas foram detidas e 2 não foram localizadas. Segundo o comandante da 3ª Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar de Pitanga, tenente Juliano Borges, os mandados de prisão foram cumpridos nas cidades de Pitanga, Palmital, Boa Ventura do São Roque, Prudentópolis e Roncador. Foram apreendidos 760 gramas de maconha, 3 armas de fogo (uma espingarda calibre 12, uma garrucha calibre 22 e uma pistola .380), diversos celulares, anotações e comprovantes de depósito, que podem contribuir com o trabalho de investigação e conclusão dos inquéritos.

Ele comentou que esse trabalho de investigação teve início há cerca de 1 ano, com a prisão de algumas pessoas suspeitas de tráfico. Mesmo detidas, elas continuavam com a negociação de drogas, gerenciamento e davam ordens para os que estavam nas ruas. Durante o período de investigações, foram 45 prisões, que reuniram elementos que possibilitaram a solicitação à Justiça dos mandados de prisão.

No dia anterior à operação, foi realizada uma operação bate grade, onde foram localizados celulares, cadernos e anotações. “O objetivo da operação não foi prender grande quantidade de entorpecente, já que o crime ficou caracterizado durante as investigações”, frisou o comandante.

Ele acredita que essas prisões devem reduzir o crime de tráfico na região e também outros crimes, como furto, receptação e roubo.

Ele explica que, a partir de agora, inicia uma nova fase nas investigações, onde serão realizados novos levantamentos e preparados os inquéritos policiais para encaminhamento à Justiça.

Mais de 100 policiais participam da operação

Mais de 100 policiais participam da operação

Comentários