22ª Regional de Saúde de Ivaiporã realiza capacitação sobre raiva humana

Imagem da notícia.

A 22ª Regional de Saúde de Ivaiporã realizou na quinta-feira, 19 de julho, no Sindicato Rural de Ivaiporã, uma capacitação para equipes de vigilância sanitária e epidemiológica de Ivaiporã, além de enfermeiras e técnicos de Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, sobre a raiva humana e seu esquema profilático.

A atividade ministrada pelo médico veterinário da 22ª Regional de Saúde, Gustavo Fabris, e pela coordenadora do programa estadual de controle da raiva, Tatiane Brites Dombroski, traçou um perfil epidemiológico dos atendimentos anti-rábicos por município na 22ª Regional de Saúde quem são os agredidos, onde foi e quem foi o animal agredido, classificação das agressões, proporções, procedimentos de atendimento na unidade de saúde e animais transmissores e esquema de profilaxia da raiva humana pós exposição. Além disso, salientou que a faixa etária mais comum de pessoas atacadas varia entre 28 e 55 anos.

Gustavo Fabris reforçou que, desde 2001, o Paraná não registra casos de cães e gatos com raiva. No entanto, o vírus ainda circula em morcegos hematófagos, sendo mais comum em herbívoros. “Normalmente, a raiva é uma doença viral associada a cães e gatos, mas é importante frisar que todos os mamíferos são suscetíveis. Por isso, a população deve procurar um posto de saúde em caso de ataque desses animais, independente da extensão do ferimento”, esclareceu o médico veterinário.

Comentários