Empresas DSM Tortuga e Yara Brasil Fertilizantes divulgam novas tecnologias para pecuária

Público prestigia palestras voltadas ao mercado pecuário

Público prestigia palestras voltadas ao mercado pecuário

Uma parceira entre as empresas DSM Tortuga e Yara Brasil possibilitou a realização do primeiro Boi no Rolete em Ivaiporã. O evento ocorreu na noite da quinta-feira, 19 de abril, no salão da AABB (Associação Atlética Banco do Brasil), que ficou superlotado, com a presença de mais de 500 produtores, pecuaristas e pessoas ligadas ao agronegócio de toda a região central.

O evento contou com as parcerias da Coamo, Sindicato Rural de Ivaiporã, Banco do Brasil, Departamento Municipal de Agricultura e a Casa de Carnes Bilk, que vem se destacando no abate de animais precoces.

As palestras foram ministradas pelo médico veterinário Juliano Beleze, que tratou sobre o tema: “Novos rumos para uma pecuária intensiva”; e pelo especialista agronômico Antônio Muniz Saraiva Filho, que falou sobre “Manejo e Fertilidade em Nutrição de Pastagens”.

Em sua explanação, Juliano Beleze destacou que a pecuária cada vez mais caminha para ser mais intensiva e produtiva e, para isso, o pecuarista precisa conhecer bem seu negócio para que ele possa ser mais eficiente e adotar as tecnologias disponíveis, como a introdução da nutrição animal dentro do manejo do gado, seja no confinamento, ou semi-confinamento. “Temos que conhecer a gestão, se ela está correta e quanto produzimos por hectare. Temos que conhecer o nosso negócio para aumentar a produtividade e a rentabilidade líquida por hectare”, frisou. O veterinário destacou que, dentro do confinamento, a adoção de técnicas corretas de nutrição animal possibilita um ganho médio entre 1.600 a 1.800 gramas/animal/dia e que isso promove uma rentabilidade considerável por cabeça.

O especialista agronômico, Saraiva Júnior, destacou que o principal foco da sua participação foi compartilhar conhecimento com os pecuaristas sobre as melhores práticas pensadas no bom manejo da pastagem, especialmente mostrando como a adubação pode melhorar a qualidade da pastagem e, consequentemente, um maior ganho de peso por animal. “De modo geral, ele entende que a pastagem é uma cultura mais rústica, mas que responde quando bem tratada e, ao longo do tempo, é possível incrementar uma rentabilidade maior à produção bovina”, salientou.

Para ele, o investimento em fertilidade possibilita o aumento na taxa de lotação, ou seja, de ocupação do pasto por animal e seu ganho de peso, e que reflete em uma maior rentabilidade.

O gerente da unidade da Coamo de Ivaiporã, Domingos Fontana, comentou que tanto a Yara como a Tortuga são parceiros da cooperativa e essa é uma oportunidade para que os cooperados, que também trabalham com pecuária, possam conhecer novas tecnologias e quem sabe pensar em uma diversificação para a propriedade, aproveitando, por exemplo, o inverno para promover a engorda de bovinos. “Essa parceria tem o objetivo de inovar para otimizar o trabalho do campo e sempre é uma opção interessante para o inverno, onde o produtor pode fazer uma integração lavoura/pecuária”, comentou.

A engenheira agrônoma da Yara Brasil, Patrícia Becker, relatou que esse é o primeiro evento focado em nutrição de pastagem realizado em Ivaiporã e que a ideia é apresentar aos pecuaristas o Nutripasto, que é o programa nutricional da Yara para pastagem. ‘‘Este programa traz as melhores tecnologias para os diferentes tipos de manejo existentes. Ter uma tecnologia que favoreça a logística operacional e possibilite um melhor incremento da cultura durante todo ano, é o que de fato irá agregar o valor e trará maior retorno para os pecuaristas’’, frisa Patrícia. Ela também relatou que a parceria com a Coamo e a DSM/Tortuga fez toda diferença para o sucesso do evento. O promotor de vendas da DSM/Tortuga, Erik Pereira de Sá, também classificou o evento como um sucesso, já que a pecuária é pujante na região e tem um potencial de crescimento muito grande. Ele destaca que, quando a pecuária vai bem, reflete de forma positiva na economia de toda a região, pois também impulsiona o comércio e a geração de renda para a região.

Patrícia Becker, Gildo Aroldo Ramalho, Domingos Fontana, Erik de Sá e Alexandre Melo

Organizadores do evento Patrícia Becker e Erik de Sá

Equipe Dsm participam do Boi no Rolete

Especialista Agronômico/yara- Antônio Muniz Saraiva Júnior

Equipe Banco do Brasil prestigia evento

Luís André, Viviani Merico e sua filha Lívia, Casa de Carnes Bilk

Prato principal oferecido no evento ‘‘boi no Rolete’’

Comentários