PM apreende material explosivo e armas usadas por quadrilha que explodiu bancos em Pitanga

Armas apreendidas pela Polícia Militar

Armas apreendidas pela Polícia Militar

O comandante do 16º Batalhão da Polícia Militar de Guarapuava, tenente Cristiano Cubas, concedeu entrevista à imprensa local e comentou a ocorrência em que três agências bancárias de Pitanga foram alvos de uma quadrilha especializada em furtos a bancos e caixas eletrônicos. Na madrugada dessa segunda-feira, dia 19 de março, cerca de 20 assaltantes chegaram ao município e explodiram as unidades de atendimento do Banco do Brasil, Itaú e Caixa, que ficam na Rua Visconde de Guarapuava e Avenida Brasil, no centro do município.

Segundo o comandante, os elementos, além de cercarem as três agências, ainda montaram campana em frente à sede da 3ª Cia da PM em Pitanga e da delegacia de Polícia Civil. No entanto, os policiais militares conseguiram sair por uma porta lateral e iniciaram o confronto com os bandidos. A equipe conseguiu avançar e chegar próximo ao Banco do Brasil, que fica a menos de 200 metros da Cia. Mesmo com os bandidos armados com fuzis e metralhadoras, dois foram alvejados e morreram no local do confronto. A identidade deles ainda não foi divulgada. Os demais empreenderam fuga e deixaram, no interior das agências, materiais explosivos que não foram detonados. O esquadrão Anti Bombas da Polícia Militar e as equipes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e do Choque, Polícia Federal, além de helicópteros e equipes da PM e da Polícia Civil foram acionados para estar em Pitanga e apoiar nas investigações.

Interior da agência da Caixa de Pitanga

Interior da agência da Caixa de Pitanga

No interior de um dos veículos foram localizados uma submetralhadora, duas pistolas .40 e dezenas de munições, além de dois celulares.

Imagem da notícia.

Segundo Tenente Cubas, pelo menos duas pessoas que passavam pelo local no momento do confronto ficaram feridas e foram encaminhados ao Hospital São Vicente de Paulo. Os feridos são Boa Ventura Lazareti, que teve um disparo na perna, e Clodoaldo José Binde, com um tiro no braço; mas ambos estão bem e não correm risco de morte. O comandante não soube precisar se outros bandidos ficaram feridos no confronto e alerta aos hospitais da região e a moradores, especialmente de municípios vizinhos, que fiquem alerta e informem a PM sobre qualquer movimentação estranha.

Segundo o tenente Cubas, ainda não se sabe o montante levado pelos bandidos, mas eles não conseguiram chegar aos cofres principais das agências e como os caixas eletrônicos não foram abastecidos no final de semana, o valor roubado pode ter sido pequeno. “Agora, com a retirada do material explosivo, os gerentes das agências vão fazer uma avaliação dos danos e precisar o valor roubado”, comentou.

Para o comandante do batalhão de Guarapuava, a PM de Pitanga conseguiu dar uma resposta à quadrilha e a principal preocupação agora é recolher com segurança o material explosivo que está nos bancos e evitar que algo maior aconteça na região. “Pedimos que a população informe sobre qualquer movimentação estranha que veja pela região e informe imediatamente a PM”, comentou.

Banco Itaú também foi destruído com as explosões

Banco Itaú também foi destruído com as explosões

Fachada do Banco do Brasil

Fachada do Banco do Brasil

Comentários