Prefeito de Godoy Moreira explica interdição de balsa

Prefeito José Gonçalves destaca empenho da prefeitura em solucionar o caso

Prefeito José Gonçalves destaca empenho da prefeitura em solucionar o caso

Há alguns dias, a Marinha do Brasil realizou a interdição de balsas que fazem a travessia sobre rios em 35 municípios do Paraná. Na região, uma das interdições ocorreu na embarcação que faz a travessia entre os municípios de Godoy Moreira e Barbosa Ferraz, pelo Rio Corumbataí.

Segundo o prefeito José Gonçalves, a interdição ocorreu por motivos técnicos apontados pela vistoria, que pediu a inclusão de vários itens de segurança, apesar da balsa estar em boas condições de uso. Entre os itens, os técnicos solicitaram a instalação de um barco flutuante junto à balsa. No entanto, nenhuma empresa tem esse produto à pronta entrega e algumas que poderiam fabricá-lo não tinham documentação adequada para a que o município fizesse a aquisição. Depois de vários dias procurando por uma empresa que pudesse atender a demanda, um fabricante foi localizado e pediu 15 dias para a produção. “Junto com o barco, também vamos receber os coletes salva-vidas. A partir daí, dependemos de mais uma vistoria da Marinha para a liberação ou não da balsa”, comentou o prefeito.

Ele lembrou que essa balsa é importante para os produtores rurais que moram em Godoy Moreira e têm lavoura em Barbosa Ferraz e precisam atravessar os maquinários agrícolas. “Fizemos um esforço muito grande para tentar atender as exigências da Marinha, e acredito que conseguimos cumprir todas. Agora, esperamos que assim que tivermos o barco flutuante, essa balsa seja finalmente liberada”, comentou o prefeito.

Comentários