Menina que perdeu parte do couro cabeludo volta para casa em Pitanga

A menina Abigail antes do acidente com um moinho de milho

A menina Abigail antes do acidente com um moinho de milho

A pequena Abigail Cardoso, de 8 anos, teve um retorno emocionado para a casa, depois de 13 dias internada no Hospital Regional Universitário dos Campos Gerais, em Ponta Grossa. Junto com os pais Claudinei e Franciely Cardoso, ela foi recepcionada por familiares e amigos, e recebeu o carinho e solidariedade dos presentes.

A menina sofreu um acidente na manhã do dia 19 de janeiro, quando seu cabelo enroscou em um moinho de milho; ela perdeu parte do couro cabeludo e de um dos ossos do crânio. Segundo o pai da menina, Claudinei Cardoso, a filha foi ver como a máquina funcionava e enroscou o cabelo no maquinário. Um sobrinho do casal, que trabalhava no momento do acidente, conseguiu desligar a máquina com rapidez e levou a menina para o Pronto Atendimento do Hospital São Vicente de Paulo de Pitanga. “Fomos prontamente atendidos aqui no hospital de Pitanga, toda a equipe médica foi mobilizada para o atendimento da Abigail. Eles fizeram o que podiam, dentro da possibilidade do hospital; eles se esforçaram para conseguir realizar os exames de urgência, o transporte e a vaga em outro hospital”, comentou o pai. Claudinei relata que estava no trabalho quando recebeu a ligação da mãe, contando o que tinha ocorrido. “Foram momentos de muita angústia, principalmente, pela gravidade do acidente”, comenta o pai.

Após a realização dos exames, Abigail Cardoso foi levada para Guarapuava e, na sequência, transferida para Ponta Grossa, onde foi submetida a uma cirurgia, que mobilizou pelo menos três médicos cirurgiões. A primeira etapa foi a reconstrução de um osso da cabeça, substituído por um implante. Depois foi a vez de um cirurgião plástico iniciar os procedimentos para a reconstrução do couro cabeludo. Para tanto, foi retirada parte da pele da perna da criança e colocada na cabeça, como um enxerto, além de alguns pedaços do próprio couro cabeludo, preservados no acidente. Uma nova cirurgia estava marcada para a quarta-feira, dia 31 de janeiro, mas a excelente recuperação da pequena adiou a necessidade de um novo procedimento. “O médico explicou que um enxerto de pele, em geral, consegue-se resultado entre 50% a 60% da área implantada e que, em alguns casos, chega até a 80%, mas a recuperação da Abigail foi excelente, que não precisou de um novo procedimento”, disse o pai da criança.

Nessa quarta-feira, dia 7 de fevereiro, uma avaliação está marcada no hospital universitário, onde os médicos vão avaliar a recuperação de Abigail e dar sequência, ao longo processo de recuperação, que passará agora pela recomposição dos fios de cabelo.

Claudinei Cardoso comentou a alegria em retornar para casa, após momentos de muita angústia e apreensão. “O sentimento de voltar para a casa é indescritível e uma alegria que estamos sentido, pois é um milagre que não temos como explicar, a não ser o amor e a misericórdia de Deus”, relatou o pai.

Para ele, a solidariedade e as correntes de oração de inúmeras pessoas fizeram com que os momentos de angústia se transformassem em força para continuar a luta. “Primeiro temos que agradecer a Deus, que nos abençoou grandemente e colocou pessoas que nos ajudaram muito, tanto dentro como fora do hospital; depois a todas as pessoas que nos apoiaram com orações, mensagens de amor, força e carinho. Estamos muito felizes, mas pedimos que as pessoas continuem nos abençoando e orando pela Abigail, para que corra tudo bem na sua recuperação”, comentou Claudinei Cardoso.

Parentes cumprimentam a família no retorno a casa em Pitanga

Parentes cumprimentam a família no retorno a casa em Pitanga

Comentários