Servo fiel

Um rei tinha dez cães selvagens. Quando um servo cometia um erro ele jogava para os cães para ser devorado.

Daí um dos servos mais antigos fez algo errado. O rei ordenou que ele deveria ser jogado aos cães.

O servo disse: “Eu o servi por dez anos, por favor, me dê dez dias antes de me jogar aos cães”?

O rei lhe concedeu.

Na prisão o servo disse ao guarda que gostaria de servir os cães durante os próximos dez dias.

O guarda concordou e servo pôde alimentar os cães, limpar o canil e banhá-los com todo o carinho.

Quando os dez dias acabaram, o rei ordenou que o servo fosse jogado aos cães como punição. Quando foi lançado, todos ficaram surpresos ao ver os cães vorazes apenas lamberem os pés do servo!

O rei, perplexo com o que estava vendo, disse:

O servo respondeu: “Eu servi os cães apenas dez dias e não esqueceram os meus serviços. Eu o servi por dez anos e o senhor se esqueceu de tudo no meu primeiro erro”.

O rei percebeu seu erro e ordenou que o servo fosse restabelecido ao cargo.

Não devemos julgar as pessoas apenas pelos seus erros. Às vezes destruímos grandes amizades por não sermos capazes de perdoar e esquecemos tudo de bom que já recebemos daqueles amigos que hoje nos magoaram.

Pense nisso e viva melhor!