Mais de 200 casas foram destelhadas com vendaval em Ivaiporã

Imagem da notícia.

O forte vendaval ocorrido no final da tarde deste sábado, dia 25 de novembro, causou sérios danos na cidade de Ivaiporã. Até as 10h30 do domingo, dia 26, mais de 200 pessoas receberam lonas doadas pela Defesa Civil Municipal. Bairros da cidade ainda estão sem energia elétrica e mais de 10 postes foram derrubados com a força dos ventos. Apenas na região do Jardim Paraná, foram 4 postes derrubados em sequência. Um barracão utilizado para guardar maquinários foi destruído e dezenas de casas, tanto no bairro, como na Vila Monte Castelo, foram destelhadas. Uma residência na Vila Monte Castelo teve todo o telhado arrancado com a força dos ventos.

Imagem da notícia.

Desde o início da noite de sábado e durante toda a madrugada, as equipes do Departamento Municipal de Meio Ambiente e as empresas que prestam serviços de limpeza para a Prefeitura de Ivaiporã estão nas ruas, recolhendo as árvores que foram arrancadas; ainda não é possível precisar o número das que foram danificadas, mas as estimativas iniciais apontam centenas arrancadas ou danificadas.

Empresas também foram seriamente afetadas pelo temporal, a fachada de vidro da loja Duellen, localizada no centro de Ivaiporã, foi destruída pelo temporal. Os vidros se espalharam pela avenida e a estrutura de alumínio ficou totalmente retorcida.

Imagem da notícia.

Ainda na Avenida Castelo Branco, uma árvore caiu sobre um poste, atrás do Supermercado Baratão. Boa parte da cidade ficou sem energia elétrica até o final da noite. Os centros de eventos Scaramal e Pallazzo, que têm fachadas de vidros, também foram destruídos, assim como a madeireira Scaramal, que ficou destelhada.

Na rodovia PR-466, diversas árvores foram arrancadas e caíram sobre a pista. Durante toda a madrugada, o Corpo de Bombeiros esteve no local e fez o corte dos galhos, desobstruindo a rodovia. O entreposto da Coamo de Ivaiporã também foi afetado pelo vendaval. Boa parte da estrutura de silos, especialmente as elevatórias e passarelas, entre os silos, foi arrancada com a força dos ventos.

Imagem da notícia.

O campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR) também teve árvores arrancadas e parte do telhado das estruturas foi danificado.

Equipes da Copel, Defesa Civil e do Departamento Municipal de Meio Ambiente percorreram bairros e a área central, retirando as árvores caídas, arrumando os postes e socorrendo as famílias que tiveram as casas destelhadas.

Os bairros mais afetados foram o Jardim Social, Conjunto Mourão Filho, Jardim Paraná, Vila Monte Castelo e Vila Nova Porã.

Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.

Comentários