Giba revela que técnico do vôlei de Ivaiporã foi o 1º treinador dele

Giba e Marcelo Kloster trabalharam juntos na Escolinha do Canadá Country Club, de Londrina. Por: Ana Maria Santos Franciscato

Giba e Marcelo Kloster trabalharam juntos na Escolinha do Canadá Country Club, de Londrina

Fonte: Ana Maria Santos Franciscato

Durante a cerimônia de abertura da fase final Divisão B do 30º Jogos da Juventude do Paraná (Jojup´s) em Ivaiporã, o campeão olímpico Giba surpreendeu o público ao revelar que o professor Marcelo Kloster, técnico das equipes de voleibol de Ivaiporã, foi seu primeiro treinador. “O professor Marcelo foi meu primeiro técnico no antigo Canadá, em Londrina, e fez parte da minha formação”.

O professor confirmou a informação e lembrou que os dois começaram praticamente juntos as carreiras de treinador e atleta. “Quando eu estava iniciando a carreira de treinador no Clube Canadá, de Londrina, o Giba estava começando a carreira dele na categoria mirim. Ele treinou nessa escolinha por aproximadamente 2 anos”, contou Marcelo Kloster.

O professor recordou que Giba era garoto bastante prestativo e dinâmico nos treinos, e chegou até ser gandula em campeonatos.

Marcelo Kloster contou que é emocionante receber o reconhecimento de um campeão olímpico. “Já tenho mais de 25 anos de carreira, mas esse foi um momento ímpar na minha vida. Motiva a incentivar nossos atletas no esporte. Ele é um cara humilde, educado e em uma homenagem que recebeu certa vez da Federação Paranaense de Vôlei, ele dividiu comigo e com um técnico do Circulo Militar, de Curitiba”, comentou.

Questionado sobre se o potencial de Giba no início de carreira poderia levá-lo a tornar-se um ícone do esporte mundial, Marcelo Kloster foi enfático. “Todos os atletas têm potencial, depende muito da determinação e sequência de trabalho de cada um que vai possibilitar colher os frutos no futuro, e o Giba sempre foi muito determinado”, finalizou.

Em mais de 25 anos de carreira, Kloster trabalhou na escolinha do Canadá Country Clube, de Londrina; Clube Olímpico, de Curitiba, auxiliar técnico da seleção paranaense infanto-juvenil; técnico da AABB de Londrina; auxiliar técnico e preparador físico da equipe adulta de Londrina; auxiliar técnico da seleção paranaense juvenil; técnico da equipe feminina adulta da Associação Banestado; diretor técnico da Federação Paranaense de Voleibol e desde 2013 comanda as equipes de Ivaiporã.

Comentários